sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Puto estúpido com voz de bagaço...

O puto estúpido com voz de bagaço, desde que chegou à presidência do clube dos lagartos, mais não tem feito a não ser disparar em todas as direcções, mais directamente e com mais intensidade em direcção ao Futebol Clube do Porto.

Cuidado puto estúpido...
Depois de muitas besteiras que o dito cuja já proferiu, a ultima, reportou-se ao facto do Futebol Clube do Porto, emprestar jogadores a outros clubes da 1ª Liga e aquando do confronto entre o FC Porto e esses clubes, os jogadores pelo nosso clube emprestados não jogam, sendo inclusive preteridos das convocatórias.

Ora, eu lembro ao energumeno que, além de burro é cego e desonesto, que se esses jogadores não jogam é problema do clube onde eles estão emprestados e mais, quero que saibas puto estúpido que sou contra esse facto, pois preferia que os mesmos jogassem e que fizessem o que muitos outros fazem, recordando-te um dos muitos casos conhecidos que dá pelo nome de Amoreirinha e que, sempre que joga contra o clube dele e do coração, é SEMPRE expulso e para não dar nas vistas, logo no inicio dos jogos, que é para que o clube das galinhas não tenha grandes dificuldades de vencer os jogos.

E já agora que te dizes tão inteligente, diz-me o que é que tu falaste sobre este assunto? Não te lembras? Eu recordo-te... NNNAAADDDAAA.

Outra coisa, será que o teu clube é assim tão virgem???
Vai mamando, que ainda cheiras a leite...

Mais digo ó seu marreta, desde quando é que tu tens moral para falares sobre apito dourado e sobre escutas e sobre o que se passou ou não passou, quando tens no curriculo do teu clube a presença de Sousa Cintra na presidência desse teu clubezito, e se não sabes a que me refiro, procura na Internet, o google faz milagres, por "as mulheres que amaram mr. king", até te podia deixar aqui o link, mas quero que tenhas um bocadinho de trabalho.

E mais, essa conversa já é velha e gasta, não vês que já nem o orelhas a utiliza, estás ao nivel de um rui bosta gosma da selva...

És como um sino...
Um conselho, aproveita estes bons dias de vento para dizeres o que te apetece e bater em tudo o que mexe, mas não te esqueças que quem semeia ventos colhe tempestades, e de uma coisa podes ter a certeza, essa crista de galo vai-te cair e quando voltares a ser o ser insignificante que foste, e ainda és, apenas a corja jornaleira te vai dando algum tempo de antena e as voltas olímpicas no fim de um qualquer jogo dos teus gatinhos te vão dando alguma visibilidade, depois não digas que ninguém te avisou.

Entretanto, vai continuando a beber uns bagaços, mas apesar de estarmos em época natalícia, não abuses...

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Ridiculos...

Ajoelhou!!!!!
A tentativa de vitimização do Jesus está a atingir um nível de ridículo digna do Guinness Book of World Records... Mais um para o Benfica... 

Desde entrevistas ao adepto injuriado pelo "policia mauzão" na Benfica TV, a multiplicação de entrevistas e comunicados a tentar desculpar o indesculpável (Vieira saiu inclusive da Benfica TV oficial para ir a uma sucursal, CMTV, dar uma entrevista que eu ia ver mas quando ele disse que "o prejudicado foi o Jesus que perdeu o relógio" desisti logo com o risco de ficar mais burro só por ver aquilo... ), o aparecimento de juristas e advogados a dizer que Jesus não agrediu que Jesus cometeu o acto de tentar impedir uma injustiça em plena tarde na TVI até, finalmente, dizerem que o Policia é no meio disto tudo, afinal, o agressor. 

Passo a explicar: segundo o advogado Luís Miguel Henriques "Jesus nunca agrediu nem tentou agredir pois não cumpre todos os requisitos para cair em nenhum desses tipos de acusação. Jesus defendeu um adepto com veemência isso sim. Pois o policia não devia nem precisava de fazer quilo... Devia sim ter calmamente indicado o lugar ao senhor que ordeiramente, e no seu direito dentro da festa que é o futebol, invadiu o campo para ir buscar uma camisola. Ao lado do adepto injuriado havia outros a serem tratados calmamente sem ser necessário tanta força."

Claro que havia pá... Os outros quando apareceu a policia ficaram quietos para não mamarem nas trombas aquele reagiu e tentou bater no policia...

No final da semana o "Povo" vai pedir a cadeia do Policia e a elevação de Jesus a salvador dos fracos e oprimidos adeptos que tentam ordeiramente invadir os campos de Portugal... Mas vindo de um clube que eleva a herói o Diabo de Gaia que entrou no estádio para dar uns cachaço ao fiscal de linha...

Fora clubismos... Quem defender isto, quem defender o Jesus aqui... É burro... Ou estúpido... Ou as duas coisas... Simples... 

P.S. Se o Jesus não agrediu... O Hulk nem respirou ao lado do gajo no túnel...


Texto elaborado pelo amigo Eng. Custoias. O Titulo foi de minha autoria.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

O Arrependido

Record. O Arrependido

Não é necessário puxar muito a memória atrás para se constatar que a ética não é coisa que abunde lá para os lados da 2ª circular.
Sendo verdade que os vermelhos sempre se julgaram acima de tudo e todos o que, em boa verdade, conseguiram fruto da protecção que lhes foi dada, anos a fio, pelo poder centralista da  capital, não é ,menos verdade que, entretanto, a força, o empenho, o espírito e a tenacidade "dragoniana" fez reverter a situação provocando-lhes uma azia de tal ordem que os benfas nunca conseguiram digerir. E isso, é o que mais os magoa, causando-lhes danos cerebrais que os impede de discernir entre o racional e a emotividade.
Dai, o surgimento dos inúmeros casos conflituais em que se têm envolvido mais frequente e repetidamente na ultima década.
Dos túneis, dos Capelas, dos "Joões" Ferreira das agressões aos fiscais de linha, das artes circenses, da falta de luz, do excesso de rega e tantos e tantos outros casos, a tudo já assistimos.
Agora, agredir agentes de autoridade, conforme o pais assistiu , via imprensa lida, escrita e tele visionada, é o cúmulo, só explicável pelo desespero que reina naquelas hostes.
Mas o ridículo da pouca vergonha que nos entrou pelos olhos dentro não está na atitude do empedernido a esbofetear o policia mas, mais grave, no comunicado da direcção vermelha que conseguiu o dois em um: tentar branquear o acontecido e passar um atestado de estupidez a todos quantos viram e reviram, independente das afeições clubísticas, como se uma pessoa de bom senso fosse capaz de se revere nos actos que configuram delito cível.
Por último, dizer que de quando em vez o JJ aparece associado a treinador do FCP, sempre que se auguram mudanças de equipa técnica. Se por ironia do destino, alguma vez este sujeito viesse a treinar o FCP,  podem crer, que o autor desta peça, sempre respeitador das decisões directivas, quebraria a sua militância "dragoniana"
Com energúmenos como este...comigo não!
Mesmo arrependido.
Mas sempre Porto.

José Xavier  


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Mas o que é isto????


Boas a todos os nossos amigos e seguidores.



"Nuno Cárcomo Lobo
Como é possível o médico do Futebol Clube do Porto continuar a incitar a violência por esses estádios do País, como se viu hoje na Luz? O DR. NÉLSON PUGA pode ser um grande profissional - tenho a certeza que o é! -, mas como desportista e agente desportivo é um verdadeiro NOJO! É este tipo de gente que está a mais no futebol!"
Este foi o titulo de um post colocado no mural da rede social Facebook, do presidente da AFL, nuno lobo.

Depois do post é curiosa a conversa que dali se desenrolou, com vários comentários desse individuo, onde não tem qualquer pudor em assumir a sua condição de benfiquista, chegando mesmo a insultar o jogador Hulk e a instituição Futebol Clube do Porto, como se pode ver AQUI.

Depois de ontem após o jogo entre o Estoril e o FC Porto, esse individuo veio a publico dizer que foi agredido e injuriado por elementos do nosso clube, nomeadamente o Sr. Adelino Caldeira.

Após estas declarações/afirmações a Futebol Clube do Porto, Futebol SAD, já fez saber que irá agir judicialmente contra ele pois o mesmo não passa de um mentiroso e que apenas pretende criar um mecanismo de diversão para desviar as atenções do que aconteceu com o gajo da chiclete em Guimarães, isso sim MUITO grave.

Aguardaremos pelos próximos tempos para ver no que isto vai dar, mas o mais certo é que o resultado seja o mesmo que foi quando o gadelhas agrediu o jogador do Nacional em pleno relvado...

O que acham que vai acontecer nos dois casos?

Saudações Azuis e Brancas.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Eu bem disse...

Boa tarde a todos os nossos amigos que estão sempre connosco neste nosso Mundo Azul e Branco.

Depois de eu ter dito que o gajo Está senil, o individuo lá nos presenteou com mais uma tirada mais que cómica.

Desta feita em entrevista à RTP, aquele que faz dos tramoços camarões disse o seguinte:


“É um erro. Não há comparação. Eu joguei 60 jogos e marquei aqueles golos. Só agora, depois de tantos anos, outro vai marcando. Agora é mais fácil jogar com as outras equipas. Eu nunca joguei com Liechtenstein, nunca joguei com o Azerbaijão. É triste. Fico triste, porque não se pode fazer essa comparação”, afirma Eusébio."

Agora que ele continua a fazer beicinho e a marrar na mesma tecla, pergunto eu:
- Em que mundo vive este gajo? 
Agora é mais fácil jogar afirma ele, só pode estar embriagado.
Nunca jogou com Liechenstein e Azerbaijão! E o que é que isso tem a ver, jogou com outras equipas e que se fosse assim tão fácil jogar contra estas haveriam sempre goleadas de mais de 10 golos, o que não se verifica.

Depois de mais esta tirada, cada vez tenho mais a certeza de muitas coisas, que este gajo não vale nadinha como pessoa e que como jogador se fosse actualmente não passava de um jogador banal, para além de ser um corrupto, é também um grandessíssimo mentiroso e invejoso.

O que acham desta "mini-novela"?

Saudações Azuis e Brancas

domingo, 8 de setembro de 2013

Está senil....

Boa tarde a todos os nossos amigos e seguidores que não desistem de nós.

Hoje trago-vos uma noticia que vinda de quem vem até nem me admira muito, mas que me enojou um bocado.
Estou senil tal com os boifiquistas...
Como tal, li por aí que o gajo dos tramoços e minuins, disse na comunicação social, a propósito de Cristiano Ronaldo o ter ultrapassado na lista de melhores marcadores da Selecção Nacional, o seguinte: "Vejam quantos jogos eu fiz, quantos golos marquei e façam o mesmo em relação ao Ronaldo. Vão lá buscar o numero de partidas de um e de outro. Com cento e tal jogos, quantos golos marcaria eu?".

O que eu deduzo destas declarações é que para além de invejoso, pois em vez de ficar feliz pelo facto de um outro jogador ter batido a sua marca pela Selecção Nacional, não estamos a falar do clubezito que ele representou, e, como tal é sempre bom para a Selecção que se batem este tipo de recordes digo eu, também se esqueceu que jogaram em épocas/eras totalmente diferentes, pois quem é que diz que se Cristiano Ronaldo jogasse na altura deste energumeno não marcaria muitos mais golos que ele, em menos jogos ou no mesmo numero de jogos?

Pois bem, para mim, mais uma vez demonstra o que vale, bem menos que zero.

O que acham destas declarações?

Saudações Azuis e Brancas.

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Eu tou a avisar...

Boas a todos os nossos amigos e seguidores que não desistem de nós...

“Sinceramente, acho que no nosso balneário há mais jogadores a falar sérvio do que português. É um caso raro, mas pode ser muito bom para a selecção nacional”.


Esta foi a expressão utilizada pelo médio do Benfica Matic, no estágio da sua selecção  O que podemos retirar daqui é que ele está a falar verdade e que poderá ser um excelente sinal para nós, pois, como é do conhecimento de todos, os sérvios têm um feitio muito especial.

Para constatar a veracidade do que acima afirmo, basta ver o caso de alguns sérvios que passaram pelo nosso país, sendo um dos casos mais conhecido o de Vukcevic no Sporting, neste caso sendo este Montenegrino, o que é a mesma coisa.

O que eu quero dizer com tudo isto é que, e, segundo umas coisas que ouvi à uns tempos atrás, que foi que a comunidade sérvia ao serviço do clube do regime, está tão unida e tão determinada a dominar o circo que estão a formar o seu próprio grupo e começando a criar divergências no balneário, ora, como Jorge Jejum não vai ter lugar para eles todos, adivinho que episódios como aquele que sucedeu na final da Taça de Portugal entre o Jejum e o Manco Cardozo, se repetiram, em que os que virão a ser titulares tiraram de esforço do treinador e demais equipa técnica e colegas para que os seus amiguinhos sejam titulares...

O futuro nos dirá se terei razão ou não, mas se tiver não digam que não avisei.

O que acham deste tipo de situações?

Cumprimentos e saudações Azuis e Brancas.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Já se ouvem preces

A Bola
Ai Jesus!!!


Que aquilo lá por baixo anda mal , já todos o perceberam. Mas  quando se apelam às  preces divinas, ai, a coisa complica-se e, de tal forma,  que já nem os Delgados, "Manhosos e quejandos  conseguem argumentos para disfarçar  a barafunda em que andam metidos. 
Antes que o baralho de cartas se desmorone , antes disso, é preciso passar  o JJ de bestial(mestre da táctica) a besta o que de certo modo já foi conseguido.
Depois, continuar na caminhada do hipnotismo a que o homem dos pneus vai sujeitando os seus seguidores(entendam-se adeptos), mesmo que os Veigas, Berardos, Gaspar(o Ramos),  e outros que tais  se multipliquem nas frases contestatárias. saídas de toca onde não se vê  lobo.
Entretanto, vai-se organizando a largada  dos ratos de porão que já começou com a saída de Nazaré.
Depois, o último que feche a porta.
E enquanto isto, a gente, FCP,  lá vai  andando e rindo e continuando a ganhar
José Xavier
                                                                                                                                                                            

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

O Improvável Dragão - Pontapé de Saída


Bem-vindos amigos portistas e demais seguidores deste Mundo Azul e Branco.

Pois bem neste fim-de-semana inicia-se o ataque ao Tetra. Depois de no fim-de-semana anterior termos cumprido a nossa obrigação, na conquista de mais um título para o nosso palmarés, vai começar a prova de fundo, aquela que é a mais importante, quanto a mim, garantir a sua conquista.
Partimos com convicção que temos uma excelente equipa, um treinador com vontade de mostrar serviço e adeptos sempre sedentos de vitórias.
Este ano ao contrário do que é habitual estou mais apreensivo, o nosso adversário directo e os seus adeptos partem menos confiantes e eu gosto mais quando partem fanfarrões. 
Este pode ser um ano muito importante em termos anímicos, o nosso adversário parte fragilizado pelo terror que foi o final de época e se este ano voltam a perder o campeonato, poderá ser algo que os leve a um trambolhão do qual não sei se conseguirão levantar-se tão cedo. Por tudo isto temos de partir confiantes mas não exuberantes e fanfarrões, não podemos imitar aquilo que criticamos no nosso adversário.
Eu acompanhei pouco da pré-época, sinceramente, não sou daqueles que fico extasiado por fazer grandes pré-épocas bem com não fico aterrorizado com más pré-épocas. Lembrou-me há dias, um jornalista da nossa praça, a pré época do FCP para a época 86/87 (foi má) e no fim fomos campeões europeus!!

Quero com isto dizer que não devemos embandeirar em arco apenas porque fizemos uma boa pré-época e o nosso adversário directo, uma menos conseguida. O que realmente conta são os jogos a doer, os próprios jogadores predispõem-se de outra forma para esses jogos, por isso agora sim vai começar a prova de fundo, serão mais 9 meses de luta intensa e mais uma vez lembro que um clube como o nosso, que tem ganho o que tem ganho merece todo o nosso apoio, mesmo quando as coisas correm menos mal. 
Se há coisa que me preocupou nesta pré-época, foi a reacção à derrota em Londres com os turcos, as redes sociais invadiram-se de críticos e arautos da desgraça!! 
Como sabem sou defensor do grupo, fui-o durante o tempo de Vitor Pereira, muitas vezes sendo acusado de defender o treinador contra tudo e todos (felizmente o tempo deu-me razão), e continuarei a ser agora!! 
Aqueles que pediram a saída de Vitor Pereira, espero que não sejam os primeiros a pedir a cabeça de Paulo Fonseca se as coisas correrem mal. Lembrem-se que o campeonato nacional é uma prova de fundo e os jogos apesar de terem 90 minutos, podem muito bem ser ganhos aos 92!!



Domingo teremos a nossa primeira batalha, será contra um clube contra o qual nutro carinho e numa cidade que gosto muito!! Logo, se sairmos vencedores, espero que no fim do campeonato fique satisfeito por o ano do Tetra ter começado em Setúbal!!



Até os comemos!!

Até para a semana,

João Carlos,

O Improvável Dragão

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Joaquim Leão, o meu ídolo


Joaquim Leão

Agora que a presente edição da volta a Portugal em bicicleta, em versão mais reduzida por mor da maldita crise que nos atormenta o espírito e nos "alivia"  as carteiras, agora, à hora deste escrito, o pelotão já rola no sentido de Gouveia com passagem pelas Penhas/Douradas onde tudo se pode resolver(ou não) e onde os mais valentes darão mostras das suas reais capacidades.
Não obstante a mítica subida da Srª da graça que me prendem aos ecrans televisivos por razões afectivas e, ainda, porque  tive o privilégio de assistir a 1ª chegada ao monte farinha nos idos anos de 70, a serra da estrela e os finais das localidades que a constiturm,  foi sempre uma etapa de referencia das minhas paixões velocipédicas.
Pelo serpentear da serra, a simbiose do homem/bicicleta contra a luta titânica da  sinuosidade da serra era um espectáculo inolvidável que aviva sempre as memórias de difícil narração.
Destas memórias, como não podia deixar de ser, saltam as mais deslumbrantes camisolas do FCP que deram vida, cor, alegria e competição ao pelotão nacional.
Com Carlos Carvalho, Sousa Cardoso, Mário Silva, Onofre Tavares, José Pacheco Joaquim Santos, Marco Chagas e tantos outros onde se incluem aqueles que a minha geração só conhece dos registos históricos, os dragões, na altura depreciativamente apelidados de "Andrades", construíram uma hegemonia que ainda perdura nos nossos dias apesar dos longos anos de extinção da modalidade.
E falta aqui um. O enorme Joaquim Leão que dá o mote para a minha peça.
Por alguma razão poderia esquecer-me do meu ídolo de juventude?
Nem pensar! 
Joaquim Leão, proporcionou-me uma das maiores alegrias da minha vida  de dedicação ao FCP. 
Depois de quatro anos-também aqui somos tetra-1959/60/61/62 a ver as camisolas do clube sempre no podium, eis que chega um "intruso", de seu nome João Roque a "roubar-nos" a volta de 1963. Para um puto como eu aceitar este dislate era impensável, onde as emoções se sobrepõem à razão e os nossos têm prioridade sobre os  melhores. Coisas que a paixão juvenil não tem explicação.
Seja como for, Joaquim Leão, não sendo nenhuma estrela, no ano seguinte, em 1964, num assomo de paixão pela modalidade entrega total e amor ao clube vence a volta encarregando-se de restituir ao FCP o título de vencedor após uma luta heróica com os tubarões do pelotão.
Foi ai que nasceu a minha admiração pelo Joaquim Leão. O meu FCP voltava ao "palanque" dos vencedores.
Do que tenho partilhado com este meu ídolo sei que continua a viver o FCP com a mesma paixão de sempre mas sei, também, que não consegue abafar a mágoa de ver o ciclismo fora da orbitra das prioridades da estrutura clubistica, ainda que mantenha a esperança de voltar a ver o azul-branco a percorrer as estradas portuguesas. Segundo a sua sabedoria de 70 anos, muitos deles em cima das duas rodas, ele,  tem a solução para  o regresso do ciclismo aos Dragões. Para tanto, segundo ele, só precisa de conversar com Pinto da Costa.
Enquanto isso, vai-se ficando pela sua OFM.
Porque eu também gostava de ver bicicletas dragonianas 

José Xavier    

    


domingo, 11 de agosto de 2013

Mais uma.

É isto!
Mais uma supertaça , por sinal, a "penta" no seguimento daquilo a que nos habituámos, enriquecendo o palmarés do FCP..
Em 35 edições oficiais desta prova, 20 foram conquistadas pelos dragôes, ajudando a consolidar uma hegemonia futebolística que só os mentecaptos ousam contestar.
Feitas as contas, utilizando a matemática mais rudimentar  suportada pelos registos indesmentíveis da história, os títulos conquistados atingem números  de tal grandeza que só podem encher de orgulho aqueles que amam o FCP e. por outro ângulo, faz corar de inveja quem vive agarrado ao passado mais longínquo das memórias futebolísticas nacionais(pode ler-se salazarismo).
Somos e continuaremos a ser PORTO.

José Xavier

sábado, 10 de agosto de 2013

Aí está...

ESTE É O NOSSO DESTINO - VENCER

AQUI ESTÁ A 20ª SUPERTAÇA.


EXCELENTE EXIBIÇÃO, EXCELENTE RESULTADO, É SÓ CONTINUAR. SOMOS PORTO

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Mas que grande trapalhada...

O Benfica não vendeu Roberto a um fundo de investimento, mas a uma empresa que tem como rosto o polémico proprietário do Saragoça, Agapito Iglesias. A misteriosa BE Plan, mencionada no Relatório e Contas do clube da Luz e no comunicado de esclarecimento solicitado pela CMVM, é uma sociedade de direito espanhol - confirmou o SOL numa consulta ao Boletim Oficial do Registo Mercantil do país vizinho.
Na verdade, não estão registadas uma nem duas, mas sim três sociedades comerciais com a designação BE Plan: a BE Plan Energia 1, a BE Plan Energia 2 e a BE Plan Energia 3. Todas têm como representante Agapito Iglesias e como administrador único o Grupo Diamante 2006, que por sua vez tem como administrador único Agapito Iglesias e como sócio único o Grupo Codesport, cujo proprietário é... Agapito Iglesias.

Boa parte das pontas soltas do ‘caso Roberto’ vai dar a esteempresário da construção civilque, em 2006, comprou o Saragoça por 12 milhões de euros, através da sociedade Zaragoza Sport Arena XXI. Esta mesma Zaragoza Sport Arena XXI tornou-se sócia única das ‘trigémeas’ BE Plan Energia pouco depois da transferência de Roberto do Benfica para o Saragoça, em Agosto de 2011.
Estão ‘ligadas por cordão umbilical’. Em comum, além de Agapito Iglesias e da morada - um 1.º andar de um edifício em Pozuelo de Alarcón, nos arredores de Madrid -, têm o facto de serem sociedades de responsabilidade limitada, o que quer dizer que, em caso de acumulação de prejuízos, os bens pessoais dos sócios ficarão sempre a salvo.
Agapito Iglesias usou-as para adquirir Roberto há dois anos. Uma vez que a SAD (Sociedade Anónima Desportiva) do Saragoça vivia mergulhada em dívidas e estava sob administração judicial, foi a forma encontrada para contornar o ‘garrote’ dos credores às contas do clube. Só assim se tornou possível assinar um acordo de 8,6 milhões de euros.

Dinheiro nunca entrou na Luz

Não se tratou, por isso, de um negócio com qualquer fundo de investimento mas com a ‘empresa mãe’ do Saragoça, como o SOL já havia adiantado em 2011, com base em fonte oficial da CMVM. O próprio Benfica, após o regulador do mercado bolsista ter suspendido as acções da SAD ‘encarnada’ e exigido esclarecimentos adicionais, veio informar que a transferência se formalizara por via de dois contratos: um com a SAD do Saragoça e outro com «uma sociedade de direito espanhol situada a um nível mais elevado da cadeia de domínio da Real Zaragoza SAD», que optou por não identificar.
Segundo apurou então o SOL junto da CMVM, a sociedade dominante ficou com a responsabilidade de pagar 99% da verba total, ou seja, 8,514 milhões de euros, enquanto à SAD do Saragoça cabia o restante um por cento. No entanto, ao fim deste tempo todo, o Benfica nem um cêntimo recebeu: todos os Relatórios e Contas apresentados desde então pelos ‘encarnados’ revelam que a dívida da BE Plan se manteve sempre inalterada, nos 8,514 milhões de euros. Sem tirar nem pôr.
O facto acaba por trazer à memória uma expressão de Pinto da Costa, que logo na altura se referiu ao dinheiro envolvido no negócio como «milhões da treta». O presidente do FC Porto parecia já desconfiar que o Sagaroça não iria ter capacidade para pagar aquele montante. Ou então custava-lhe a acreditar que, depois de uma época desastrada na Luz, um clube pudesse investir no guarda-redes espanhol uma quantia idêntica (em rigor eram mais 100 mil euros) à que o Benfica tinha gasto para o contratar ao Atlético de Madrid, um ano antes.
O próprio Benfica antecipou que poderia nunca vir a receber o dinheiro (a primeira tranche, como o SOL revelou na ocasião, só estava prevista entrar nos cofres da Luz um ano após a transferência). E acautelou-se, conforme deu conta à CMVM a 3 de Agosto de 2011. Em resposta a um pedido de esclarecimento sobre os contornos do acordo com o Saragoça, os ‘encarnados’ ressalvaram que este se encontrava «garantido, nomeadamente por títulos de crédito» - que na prática servem para precaver um eventual incumprimento. Cheques, livranças ou acções são exemplos de títulos de crédito, assim como pode ser um contrato a prever a recuperação dos direitos sobre um jogador se falhar o pagamento - e foi esta garantia que o Benfica executou para resgatar o guarda-redes.

CMVM baralhada

Mas o clube não prestou informação sobre este acto. E as campainhas soaram na CMVM quando, na sexta-feira, 26 de Julho, o Atlético de Madrid anunciou a compra de Roberto ao clube português. Depressa seguiu um pedido de esclarecimento para a Luz e, na terça-feira, o Benfica informava o mercado de que tinha recuperado os direitos sobre o guarda-redes por incumprimento da BE Plan. Acrescentava ainda que, a troco de seis milhões de euros, os tinha vendido ao Atlético de Madrid.
No dia a seguir entrava na CMVM outro comunicado do Benfica, dessa vez a anunciar a compra de 50% do passe de Pizzi ao Atlético de Madrid, por seis milhões de euros, o que veio baralhar ainda mais. Os mesmos clubes e a mesma quantia envolvidos. Neste comunicado não constava qualquer referência ao facto de a transferência poder estar relacionada com a de Roberto, mas um porta-voz do Benfica afirmou depois à agência noticiosa EFE, de Espanha, que «Pizzi e Roberto reportam-se à mesma operação».
Ou seja, o Benfica voltou a não receber dinheiro pelo guarda-redes, mas desta vez não ficou de mãos a abanar, pois garantiu 50% dos direitos sobre Pizzi – que assinou por cinco temporadas e nesta primeira jogará por empréstimo no Espanhol de Barcelona. Roberto também não ficará no Atlético de Madrid em 2013/14: foi cedido por um ano aos gregos do Olympiacos.
A CMVM, porém, não está convencida de que o mercado recebeu todas as informações necessárias sobre a forma como o processo decorreu. Fonte oficial da entidade bolsista disse ao SOL que a situação vai continuar a ser analisada, negando-se a adiantar mais detalhes.

Jorge Mendes e uma declaração enigmática

Há pelo menos duas pontas soltas que permanecem. Uma que já vem desde 2011 e outra nova. A primeira tem a ver com a existência ou não de um fundo de investimento por trás da transferência para o Saragoça – não da venda directa por parte do Benfica, mas como recurso utilizado pelo clube espanhol para garantir o guarda-redes. A segunda está relacionada com as últimas declarações de Roberto à rádio Cadena Ser: «Estive sempre vinculado ao Benfica desde que saí». Como é fácil de perceber, esta frase dita assim, sem mais explicações, não bate certo com a informação prestada pelo Benfica à CMVM.
Quanto ao fundo, as dúvidas foram criadas desde o primeiro dia por Agapito Iglesias. Ao anunciar a contratação de Roberto, o Saragoça passou a mensagem de que, a suportar a operação, estaria precisamente um fundo de investimento. «O senhor Agapito participa neste fundo, mas não queremos revelar mais nada porque não é normal fazê-lo. Devemos respeitar o direito à confidencialidade», declarou então um porta-voz do clube ao El País.
O jornal espanhol avançou que Jorge Mendes era o homem que controlava esse fundo (denominado Quality Sports Investment), numa parceria com Peter Kenyon, antigo director desportivo do Manchester United e do Chelsea. O advogado do empresário português desmentiu, garantindo que Mendes era um «mero consultor» do fundo e que nem o QSI nem outro fundo a ele associado havia tido qualquer intervenção na compra dos direitos económicos de Roberto.
Peter Kenyon assegurou o mesmo à revista escocesa Digger, que não conseguiu contactar nenhum representante do fundo porque está sedeado na Ilha de Jersey, uma offshore situada no Canal da Mancha.
Os fóruns de adeptos benfiquistas alimentam agora estes rumores, depois de Jorge Mendes ter voltado a entrar em cena para intermediar o negócio com o Atlético de Madrid, afastando Roberto de vez do Benfica: Pizzi, o jogador que serviu agora de “moeda de troca”, é representado por ele, e também é conhecida a relação próxima que mantém com o clube espanhol.

Um fundo sem dinheiro?

Toda esta linha de raciocínio, ainda assim, parece não encaixar neste puzzle. À luz do que hoje se sabe, a referência ao fundo pode não ter passado de uma manobra de diversão de Agapito Iglesias para fintar administradores judiciais, jogadores e adeptos do Saragoça. Ninguém percebia como é que um clube com uma dívida superior a 100 milhões de euros, 15 dos quais aos jogadores, podia investir 8,6 milhões num reforço.
Por outro lado, o Benfica resgatou Roberto à BE Plan, uma sociedade controlada pela empresa que detém a maioria do capital da SAD do Saragoça. E segundo o Relatório e Contas oficial não viu sequer a cor do dinheiro. Teria de ser um fundo sem fundos a estar por trás do Saragoça.
Importa também sublinhar que, para a CMVM, não é relevante se a entidade compradora é um fundo, uma empresa ou um clube - uma vez que tanto em Portugal como em Espanha, ao contrário do que acontece em Inglaterra, está contemplada essa possibilidade legal. O que é relevante para a CMVM é o grau de fiabilidade da informação prestada ao mercado e aos investidores. Foi por isso que as acções do Benfica chegaram a estar suspensas há dois anos e é por isso que agora ainda não está fechado o processo sobre os desenvolvimentos mais recentes.

In  sol.sapo.pt


Depois desta trapalhada toda, como é que é possível ainda haver otários que acreditam em alguma veracidade neste negocio e como é que é possível o clube da treta ainda não ter sido castigado e fortemente castigado pela CMVM? Fosse o nosso clube o interveniente nesta trapalhada e o resultado já estaria a ser bem diferente...

terça-feira, 23 de julho de 2013

Mais um!!!!

"Contratado em 2010/11, Jara não conseguiu convencer Jorge Jesus com o desempenho nessa temporada, tendo sido cedido nos dois anos seguintes a Granada, de Espanha, e San Lorenzo, da Argentina. Porém, sem impressionar ao serviço destes clubes, vê-se agora praticamente sem mercado.

"Creio que vai ficar na equipa B. Falou-se de vários clubes, mas não surgiu nada de concreto. Vai ficar no clube", revela Marcelo Valeri a O JOGO, lamentando: "Está abandonado no clube. Ninguém lhe diz nada. Jorge Jesus não lhe disse nada."

Por isso, considera que o avançado vive uma "situação muito má". "Tem contrato até 2016 e por agora nada podemos fazer. O Benfica pede muito pela sua saída, mesmo pelo empréstimo. Houve uma possibilidade para o México, mas o Benfica não aceitou", revela.

"Se acabar por sair só por empréstimo, já que é quase impossível vender um jogador que não tem jogado bem nos últimos dois anos", concluiu o empresário."


Então mas não era este aquele a quem o sr. leonor canhão se referia quando disse que ainda se ia ouvir falar muito dele e que iria ser mais um dos melhores do mundo?

Pelos vistos foi mais um flop ou erro de casting a juntar às dezenas que por lá se estorvam...

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Chega-lhe (parte III)

Boa tarde amigos e seguidores resistentes deste nosso espaço.

Mais um que não gostou do que se passou com ele no circo...

Foge enquanto é tempo...
"Ernesto Cornejo chegou ao Benfica na temporada passada, proveniente do Barcelona, mas o avançado espanhol já chegou a acordo para rescindir, classificando a passagem pela Luz como «má».
«A partir deste momento deixo de ser jogador do Benfica. Foi uma má experiência e tenho a certeza de que o que vier a partir de agora será melhor», escreveu o atacante de 20 anos no Twitter.
O futebolista formado no Barcelona chegou aos encarnados para jogar na equipa B mas não chegou a ser utilizado."
in zerozero.pt
Os casos sucedem-se, será que vão haver mais?

terça-feira, 16 de julho de 2013

E agora?

Burro de Car(v)alho
Boas a todos os nossos amigos e seguidores.

Depois de ter cortado as relações com o Futebol Clube do Porto, Burro de Carvalho, tem diariamente apostado em consolidar essa posição, ou seja, sempre que lhe dão direito de antena, aproveita pata tentar denegrir a imagem do FC Porto, bem como de alguns dos seus dirigentes.

Afinal é mesmo um banana
Segundo a imprensa dos últimos dias, esta falava da possibilidade do clube dos calimeros adquirir o jogador Fariña, mas parece que segundo os mesmos informam, o clube da gaivota se meteu ao barulho e que já fechou o negocio, que segundo alguma corja jornaleira diz, desviou, para o circo da luz, se fosse o nosso clube era roubo, mas nada de novo em relação a isso, o que realmente quero ver nestes próximos tempos, é, a ser verdade esta noticia, se o banana também vai cortar relações com os do circo, ou se é tudo bons amigos....

Até à próxima...

P.S. - Amigos, continuamos a precisar de ajuda, quem gostar de escrever sobre futebol, principalmente sobre o FC Porto, tem aqui a oportunidade de o fazer, contactem-nos, nós agradecemos.

domingo, 14 de julho de 2013

Chega-lhe (parte II)

Boas a todos os nossos amigos e seguidores.

Depois de ontem vos ter trazido as declarações de mais um ex-empregado do clube do regime, como podem recordar AQUI, hoje trago-vos mais umas declarações de mais um individuo que por lá andou e deixa ficar mais uma boa imagem do que realmente é o circo, neste caso José Veiga...

José Veiga, ex-diretor do Benfica, considera que Jorge Jesus não tem direito de errar no início da temporada e afirmou que, segundo as suas fontes, os encarnados terão que realizar um encaixe financeiro de 50 milhões de euros em transferências neste defeso.
«O Benfica não vendeu ninguém e tem de o fazer. Segundo as minhas fontes, terá que fazer 50 milhões em vendas. É essencial vender. O Jesus não tem direito a errar. Há uma relação de grande desgaste com os adeptos, depois de uma época que terminou muito mal», afirmou José Veiga, em declarações proferidas no programa Mercado, da CMTV.
Na mira do ex-diretor esteve também Luís Filipe Vieira e a estrutura do Benfica, a qual considera desorganizada e pouco profissional.
«O grande problema do Benfica é a estrutura, não tem estrutura organizada e profissional. Não vale a pena estar a contratar ninguém, pois não vai ganhar regularmente, apenas de forma esporádica. O presidente não dá explicações quando as coisas correm mal, apenas dá a cara quando as coisas correm bem», atirou, considerando a última época uma «humilhação».
«Esta última época foi uma humilhação que ficará para sempre na história e ninguém explica o que correu mal. Não desvalorizo a presença na final da Liga Europa, apenas discuto o campeonato e a Taça de Portugal. Tínhamos obrigação de ganhar, tínhamos o maior orçamento e melhor plantel, que era superior ao FC Porto. Não é problema do treinador, pois o Jorge Jesus é melhor do que o Vítor Pereira», comentou.
O que acham disto, concordam com estas afirmações, se bem que a nós não nos diga grande respeito, mas que colocam a nu algumas debilidades do circo?

sábado, 13 de julho de 2013

Chega-lhe...

Boas a todos os nossos amigos e seguidores.

Pelos vistos parece que anda muita gente a querer abrir os olhos em relação ao Orelhudo e sua amante, o Jorge Jejum.

Deixo-vos aqui um comunicado de mais uma "vedeta", aos olhos dos pasquineiros, Miguel Victor, que afinal o chicletes não soube aproveitar, mas como não teve a coragem de dizer as verdades na altura certa e que realmente aquilo é um circo, agora que o vai deixar lá mandou a posta de pescada...

Eis o comunicado, na íntegra:

"Amigos,

Tal como é público, serei jogador do PAOK, da Grécia, nos próximos três anos. Ficam para trás 13 anos ligados ao Benfica, clube pelo qual terei sempre um enorme respeito e carinho.

Mas era tempo de mudar. Com a continuidade do actual treinador, eu sabia que o meu espaço seria reduzido ou quase nulo. Sempre respeitei as opções de quem dirigia a equipa, mesmo que nem sempre concordasse, porque acredito no meu valor e sei que podia ter recebido outras oportunidades.

Porque não gosto de estar acomodado, decidi dar outro rumo à minha carreira. Agora é hora de pensar no futuro e voltar ao que mais gosto de fazer: jogar e tentar ganhar pelo clube que represento.

Ao Benfica, instituição que me orgulho de ter representado e que está e estará acima de qualquer individualidade, só posso desejar as maiores felicidades."

O que acham da postura destas pessoas que saem do clube do regime e colocam a nu o que por lá se passa?

terça-feira, 9 de julho de 2013

Partantes!!!!!!!!

Boas a todos vocês que nos visitam.

Depois de muito se ter falado e nada se ter dito sobre o caso em que o manco bateu no chicletes, no momento em que tal acto se sucedeu, fiquei a perceber melhor certas coisas, nomeadamente:
Fiquei a perceber o que os adeptos do clube do regime queriam dizer com expressões como:
"Tenham cuidado, ele é perigoso, ele é o tacuara cardozo", o que eles tanto diziam, não era mais que um aviso para o próprio treinador, pois, tal e qual um adivinho, parece que sabiam que o gajo lhe ia às trombas.
Outra das expressões era " Deus perdoa, o tacuara não", pois e mais uma vez, tenho que lhes dar razão, pois o animal feroz, nem a Jesus, o pastilhas, não o verdadeiro com o qual querem comparar, perdoou e pumba toma lá um empurrão que é para não te ir às trombas mesmo aqui, e as coisas não fossem serenadas e o chicletes tivesse fugido quando viu as coisas perigosas e não sei se não as levava mesmo ali...

Apesar de não ser admirador, bem pelo contrário, do jornalista Luis Sobral do site maisfutebol, ontem li um artigo seu sobre o assunto acima falado, que achei interessante, o qual o deixo aqui para quem não teve oportunidade de o ler.

"Quando foi anunciada a entrevista de Jorge Jesus a José Eduardo Moniz não achei que a ideia fosse brilhante.
Procuro dar sempre uma oportunidade às coisas novas, mas sinceramente não percebi a vantagem. O facto de ter sido Moniz gerou expectativa, mas uma entrevista do treinador do Benfica tê-la-ia sempre. 
Não sei se a ideia de fechar Jesus na Benfica TV era defendê-lo. Se era, permitir que fosse Moniz a fazer as perguntas teve o efeito contrário. O treinador ficou mais à vontade, pelo que as respostas foram ainda mais distantes do que eventualmente os dirigentes desejariam. E o treinador seguramente precisava.
Solto, Jesus disse o que realmente pensava sobre diversos temas. Como naquela ocasião, há uns anos, em que «despediu» Quim em direto.
Se Vítor Pereira foi muito criticado pelas dificuldades em comunicar, Jorge Jesus é simplesmente mau.
O treinador do Benfica não é mau apenas pela maneira como verbaliza o que pensa, mas também porque tem tendência para não usar todos os factos antes de emitir uma opinião. Para dizer o mínimo, faz uma interpretação particular da realidade.
Só isso explica o que afirmou sobre a hegemonia (quase, quase) do Benfica. Sobre os jogadores que faz crescer. Também foi desastrado ao falar num enigmático convite do Brasil. Inconveniente ao prever o futuro de Matic. Irrealista ao confessar o desejo de ter Fábio Coentrão (que pensará sobre isto quem ocupar o lugar de lateral esquerdo?).
Resumindo, achei a entrevista um desastre, que nada de útil acrescentou ao treinador do Benfica. Portanto, boa para o jornalista Moniz, má para o administrador Moniz.
A parte mais dolorosa da entrevista foi sobre Cardozo. O que Jesus disse sobre a situação do paraguaio antes de o treinador chegar à Luz não tem qualquer base factual. Logo, a conclusão não podia ser a que tirou, não podia ser aquela coisa de eu fiz dele jogador, sem mim ninguém lhe ligava
Parece evidente que a vida de Cardozo na Luz chegou ao fim. O Fenerbahçe já deve ter percebido que acabará por ter o jogador que quer. O Benfica já deve ter entendido que se esticar a corda receberá mais uns euros da Turquia. Tudo isto não é bom nem mau, é negócio. Com as suas palavras, Jesus ajudou Cardozo a perceber, se preciso era, que já não é bem-vindo. Do meu ponto de vista, não é assim que um treinador deve tratar um jogador. Mesmo um que o tenha empurrado em pleno relvado, algo em que, curiosamente, Jesus só parece ter reparado mês e meio depois."

Retirado daqui - maisfutebol

Gostava de saber a vossa opinião sobre o assunto, nomeadamente o que se passou, e sobre a opinião deste jornalista.

Cumprimentos Azuis e Brancos

ESTE É O NOSSO DESTINO - VENCER

terça-feira, 18 de junho de 2013

Diferentes formas de estar...

Boas caros amigo...

VERGONHOSO
Depois de ontem ter aqui trazido a publico o vergonhoso comunicado que o clube do regime publicou, quando quis desmentir o interesse num jogador, ou dois, ou até fosse em dez, o importante naquele pseudo-comunicado foi a forma como o fizeram.

"Comunicado na integra:
«Substâncias proibidas…
Pelo segundo dia consecutivo, o Correio da Manhã insiste em contactos do SL Benfica pelo guarda-redes do Sporting Rui Patrício. Ou as fontes do jornal fumam substâncias proibidas ou, então, é o jornalista que assina a peça.
Não há, nem houve contactos por Rui Patrício. A notícia é falsa, mas as substâncias proibidas devem ser boas, dada a insistência do referido jornal diário na falsidade. Quanto a Fábio Coentrão, é bom recordar que o jogador foi vendido, há dois anos, ao Real Madrid por 30 milhões de euros.»"

Com Elevação
Pois bem, hoje, deixo-vos aqui um comunicado do nosso clube, onde criticam um orgao de comunicação social, por causa de uma possível transferência e/ou interesse num jogador do FC Porto, no caso Nicolás Otamendi.





MAIS VERDADE

Há órgãos de comunicação social que estranhamente convivem mal com a verdade. Entre eles, pelo menos no que tem a ver com o FC Porto, está o site Mais Futebol, sempre mais perto da ficção do que da notícia.

Desta vez a novela tem a ver com uma alegada transferência do jogador Otamendi, com a história relatada a incluir reuniões, acordos e outros pormenores que só servem para tentar credibilizar a mentira.

É falso que o FC Porto esteja a negociar Otamendi, é falso que ao FC Porto tenha chegado qualquer proposta pelo jogador, como também é falso que a cláusula de rescisão do atleta seja de 15 milhões de euros, como repetidamente tem escrito o Mais Futebol.

Como todos sabem, as cláusulas de rescisão dos jogadores são públicas, estão publicadas no site do FC Porto e no site da CMVM, e se um órgão de comunicação social repetidamente a passa a metade é porque ou é incompetente ou é desonesto."

Meus amigos, leiam os dois comunicados e tentem encontrar alguma semelhança e digam-me sff, pois eu não consegui, e como tal por estes dois pequenos textos se pode ver que entre os dois clubes só existem diferenças e muito grandes, nem aos calcanhares nos conseguem chegar...

Bom dia a todos.

Abraço

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Mas que moral.....

Boa tarde, antes de mais quero pedir desculpas pelo nosso blogue não andar tão actualizado como queremos, mas são ossos do oficio, e esperamos melhor este aspecto em breve...

Posto isto, hoje trago-vos uma noticia que a ser verdade, pois não consegui confirmar a veracidade da mesma, é uma autêntica vergonha, mas, caros amigos, vinda de quem vem, nada, mas mesmo nada me admira.

Comunicado na integra:
«Substâncias proibidas…
Pelo segundo dia consecutivo, o Correio da Manhã insiste em contactos do SL Benfica pelo guarda-redes do Sporting Rui Patrício. Ou as fontes do jornal fumam substâncias proibidas ou, então, é o jornalista que assina a peça.
Não há, nem houve contactos por Rui Patrício. A notícia é falsa, mas as substâncias proibidas devem ser boas, dada a insistência do referido jornal diário na falsidade. Quanto a Fábio Coentrão, é bom recordar que o jogador foi vendido, há dois anos, ao Real Madrid por 30 milhões de euros.»

Aqui vos deixo este pseudo-comunicado que supostamente foi emitido pelo clube de carnide e que pelo conteúdo, não passa de uma afronta e de uma falta de memória e desonestidade gritantes, pois depressa se esqueceram de muitas coisas, e acusar pessoas desta forma publica devia ter as devidas consequências, mas como uns sao empregados de outros, as coisas vão morrer em aguas de bacalhau.

E como nós temos memória, para que estes badamecos não acusem outros de se drogarem e/ou utilizarem substancias proibidas, aqui ficam alguns exemplos.


Boa tarde a todos...

Adenda:

Meus amigos, afinal foi mesmo verdade este comunicado ter sido redigido e colocado online, mas os energumenos acabaram por o retirar...

segunda-feira, 27 de maio de 2013

O IMPROVÁVEL DRAGÃO - VITOR PEREIRA


Olá amigos tricampeões e demais seguidores deste Mundo Azul e Branco.

É com muita pena que não tenho conseguido dar mais atenção a este espaço. Mas como o prometido é devido e como disse já há algum tempo que quando a época terminasse faria a minha avaliação a Vitor Pereira, cá vai ela.
Durante estas duas épocas fui sempre um defensor da continuidade de Vitor Pereira quando muitos andam há duas épocas a pedir chicotadas psicológicas a meio da época. A minha forma de pensar revelou-se acertada.
Vitor Pereira ficará para sempre na história do FCP, ganhou um campeonato sem qualquer derrota igualando o feito de Villas-Boas, em duas épocas perdeu apenas uma vez para o campeonato.
É verdade que a nível internacional ainda não atingiu um patamar de excelência, mas quantos treinadores na história do FCP o fizeram? Mourinho, Artur Jorge, Villas-Boas, sim mas estes são especiais. Considero que Vitor Pereira é um excelente treinador, um conhecedor do futebol, humilde e com um amor ao FCP igual ao da grande maioria de todos nós e isso supera um pouco da falta de "Special". Falta-lhe um pouco de discurso, retórica, é verdade mas carago ganhou 2 títulos de campeão nacional em dois anos, não perdeu sequer um jogo para o campeonato contra o melhor 5L3 dos últimos 20 anos. Sim, também temos que reconhecer que o nosso principal adversário está bem melhor do que esteve durante muitos anos e reconhecer isso é preparar melhor os próximos desafios!!
Ser como é o nosso adversário, que se julga o "mais maior bom" lá da rua deles, é que os faz andar a penar e a ter épocas como esta. Este não é o 5L3 de Artur Jorge, Paulo Autori, Ivic, de Fernando Santos, de Quique Flores, Camacho, este 5L3 apesar de quanto a mim ter um treinador banal, é um 5L3 que tem grandes jogadores, tem um orçamento bem maior que esses que mencionei. Agora nós sabemos que isso não faz uma grande equipa, é preciso algo mais que eles não conseguem atingir!!
Assim acho que Vitor Pereira deveria continuar, ficarei desapontado se isso não acontecer e ficaria bastante agastado se alguma vez fossemos buscar um treinador que se ajoelha contra o principal adversário e que chora no banco durante os descontos de uma final da Taça de Portugal em vez de estar focado em tentar virar o mau resultado.
Sei que provavelmente é um "amor" de Pinto da Costa mas JJ não tem condições para treinar o FCP até pela relação que tem com adeptos do FCP.
Aliás já o disse uma vez e volto a dizê-lo, se alguma vez JJ vier a ser treinador do FCP o meu lugar anual deixa-se de renovar e sei que o de muitos portistas também.
Vitor Pereira já mostrou que merecia mais respeito por parte dos adeptos do FCP. Durante dois anos foi sempre um mal amado, desrespeitado e até mesmo injustiçado!! Cometeu erros, claro que cometeu mas quem não erra! Agora eu não me esqueço da alegria e da humildade com que festejou estes dois títulos que venceu e se algum portista merecia estes títulos era ele!!
Alguns de nós devem fazer uma autocritica e pensar melhor no que é Ser Porto. Devido ao comportamento de alguns adeptos cheguei a prever que poderíamos tornar-nos em adeptos do tipo de adepto do 5L3, sei que enquanto tivermos Pinto da Costa a coisa está controlada, mas o homem não vai durar para sempre e depois dele sair nós os adeptos, mais do que ninguém, teremos uma prova de fogo. Nós é que iremos ter de demonstrar o que é a chama deste Clube!!
Outra coisa que não me esqueço foram as assistências confrangedoras que o Dragão teve este ano, sei que a vida não está fácil para ninguém, sei bem que estamos numa zona do país das mais afectadas pelo desemprego mas também sei que muitos lugares anuais que estão pagos para a época toda falharam muitos jogos, também vejo que são nos jogos mais caros que toda a gente quer ir. Devemos ter sempre presente que nos jogos teoricamente mais fracos é que os jogadores precisam de sentir um ambiente forte no Dragão para estimulá-los e espicaçá-los. Quem diz que um Dragão cheio contra o Olhanense não nos teria dado a vitória?? Nós adeptos temos um papel muito importante e não devemos estar presentes só nas vitórias, a nossa presença nos momentos difíceis é que nos vai preparar para enfrentar tudo e todos!!
Esta semana já saberemos o destino de Vitor Pereira, depois da entrevista de Pinto da Costa fiquei com dúvidas que fique, acho que Pinto da Costa tem um nome em vista e será de alguém que ainda não tinha terminado a época, sinceramente espero que não, que Vitor Pereira fique mas respeitarei se for o próprio a não querer ficar, assim como diz Mourinho devemos estar onde gostem de nós!!
Obrigado Vitor por estes dois campeonatos e duas Supertaças!!

O Improvável Dragão
João Carlos

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Mais uma...


Este boneco que é o autentico guardanapo, num dos muitos que o clube do regime se serve para usar e deitar fora, vários casos são prova disso, teve mais uma derrota no que ao caso Kleber concerne, e já vai em quatro derrotas com o FC Porto se juntarmos o caso Pepe, já devias ter aprendido mas queremos que continues assim para levares mais nessas fuças...

""Caso Kléber": FIFA condena Marítimo em 2,5 milhões de euros

A FIFA condenou o Marítimo, da I Liga de futebol, ao pagamento de 2,53 milhões de euros ao Atlético Mineiro (Brasil) na sequência do "Caso Kléber", por incumprimento de acordo entre os clubes.

Segundo a notificação enviada aos dois clubes, datada de 13 de maio e a que a Lusa teve acesso, o juízo do Comité de Estatuto dos Jogadores decidiu «aceitar parcialmente» a queixa do clube brasileiro, ao qual o avançado Kléber, do FC Porto, atualmente emprestado ao Palmeiras, esteve vinculado antes de defender as cores funchalenses.

«O Marítimo tem que pagar ao Atlético Mineiro, até 30 dias após a notificação desta decisão, o montante de 2,530 milhões de euros», lê-se na notificação, que assinala ainda que «as restantes queixas» dos dois clubes não foram aceites.

O Marítimo ficou com 10 dias para solicitar ao secretariado-geral da FIFA os fundamentos da decisão.

O clube dirigido por Carlos Pereira volta, assim, a perder mais uma luta no "Caso Kléber", cujos principais episódios remontam a 2010, quando os funchalenses se queixaram de alegado aliciamento irregular ao avançado brasileiro pelo FC Porto.

Ao tentar inviabilizar a transferência, e mercê da batalha jurídica e regulamentar que na altura encetou, o Marítimo não recebeu os 20 por cento acordados com o Atlético Mineiro, que aceitou a proposta do FC Porto.

Mais tarde, já com o jogador a vestir de "azul e branco", a Comissão Disciplinar (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) arquivou duas participações do Marítimo: uma contra o FC Porto e outra contra o jogador, no que viria a ser secundada pelo Conselho de Justiça.

Por fim, tentou nova ação, desta vez na Comissão Arbitral da FPF, pedindo a condenação dos portistas em cinco milhões de euros, mas, a 04 de fevereiro do corrente ano, as razões dos maritimistas foram julgadas como improcedentes."