sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Improvável Dragão - O homem que mordeu o cão

Olá a todos os Portistas,

Esta semana um pouco mais tristes pois nunca ficamos contentes com as derrotas ou empates mas como acontecem em pouco numero temos é que olhar em frente, como dizia o Pedro Emanuel Santos, o passado já era e o futuro é já hoje.

Como todos sabemos o nosso clube é um clube vitorioso e que perde poucas vezes por isso agora percebo porque raramente somos 1ª página nos pasquins de Lisboa, como diz a máxima do jornalismo, notícia não é o cão morder o homem mas sim o homem morder o cão e só assim se explica que um pasquim de Lisboa só nos dê relevo quando perdemos, muito raramente aparecemos como capa, mas quando perdemos eles fazem questão de o fazer!! Ou seja somos tão enormes que notícia no nosso clube é a derrota pois as vitórias são o mais usual.




Isto num jornal lembrem-se que nem sequer deu relevância à nossa vitoria na taça intercontinental em 2004, mas é como eu digo notícia são as coisas que acontecem com raridade e para nós ganhar é um hábito!!
Compreendo muitos Portistas, estão preocupados com estes 3 resultados e principalmente com o momento de forma que a equipa apresenta, agora o que não compreendo são aqueles que gostam de ser carpinteiros e à mínima quebra da equipa gostam logo de pegar no martelo e pregos e começar a crucificar o treinador, temos que ser sérios na avaliação e não são meia dúzia de jogos que me vão fazer decidir se Vítor Pereira é ou não o homem certo para ser o nosso comandante, até porque até há 3 jogos atrás tudo eram rosas, depois do jogo com o Setúbal e o Shakthar éramos os maiores e estávamos a jogar um bom futebol. As pessoas têm de ser coerentes e não podem ao mínimo deslize colocar o homem na cruz, é certo que considero que ele possa ter alguma responsabilidade mas também é mais do que certo que as condicionantes com que se deparou foram bem diferentes das que outros encontraram. Querer comparar o incomparável é algo que não faço até porque como li ontem "...Vítor Pereira tem o pior arranque desde a era Jesualdo...", mas como alguém é capaz de fazer uma noticia com um titulo destes, então depois do Jesualdo não tivemos só o Villas-Boas que foi só a melhor época de sempre do FCP? São este tipo de artigos que minam a confiança dos Portistas e o que mais me custa é ver muitos a deixarem-se levar por quem quer minar a estabilidade do nosso clube, é nestes momentos que temos de ser unidos, não demonstrar as nossas fraquezas, fazer das derrotas forças para voltar ás vitórias.
Não nos podemos esquecer de uma coisa, Vítor Pereira é um Portista como nós, quer ganhar tanto ou mais que nós e mostrou ser um homem de coragem ao ter aceite o convite do nosso Presidente, podia ter feito o que outros fizeram e correr atrás das libras. Só por isso terá sempre o meu respeito e nunca o crucificarei em praça pública. Tenho a certeza que é um excelente treinador, também sei que isso por vezes não é suficiente e no Porto muito menos, mas recordo que nunca vi uma chicotada psicológica no Porto á 6 jornada dar resultados, eu sou contra o chicote, principalmente quando se lidera a classificação e em dois jogos na champions ganhou-se o jogo em casa e perdeu-se um fora, num terreno de uma grande equipa.
Tenho a certeza que a nossa estrutura irá saber decidir o que é melhor para nós e confio plenamente que a equipa vai ganhar Domingo em Coimbra.
Vamos mostrar a todos que realmente SOMOS PORTO e não é só sê-lo nas vitórias mas principalmente apoiar nos momentos mais difíceis.



Nestes 118 anos de existência já passamos por muitas provações e não será de certeza um ou outro jogo menos conseguido que irá colocar toda essa história em causa!!
Tenho orgulho em SER PORTO e quero ter cada vez mais orgulho no NOSSO DESTINO.

Até para a semana

João Carlos



quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O PETICIONÁRIO CONVICTO

Em Agosto passado a JSD lançou uma petição on-line “pela valorização dos jovens atletas” onde, após o habitual blá, blá, blá, se lê:

…sabendo que a aposta em atletas estrangeiros em detrimento de atletas nacionais, prejudica a evolução e a afirmação do potencial dos jovens atletas portugueses e tendo em conta que Portugal precisa de importar menos e valorizar mais o trabalho feito no nosso país e os talentos que vamos produzindo.

Propõe-se a adopção de um urgente e amplo debate na sociedade portuguesa, envolvendo a Assembleia da República, o Governo e os agentes desportivos, nomeadamente, clubes, atletas, dirigentes e respectivas federações, no sentido de serem encontradas soluções e implementadas medidas que valorizem os jovens atletas e levem as equipas portuguesas a incluírem nos seus plantéis um maior número de atletas de nacionalidade portuguesa…

Sabem quem é um dos subscritores na petição? Nada mais, nada menos do que o “indeciso mãozinhas”, putativo candidato/adiado à FPF e sócio (ao que suponho) do clube da treta que, este ano, só em estrangeiros, tinha por lá 44 (quarenta e quatro) dos quais já se desmerdou/emprestou metade e, habitualmente entra em campo sem qualquer jogador português na equipa.

Em vez de criticar as políticas da “instituição” que a está a atirar para o limiar da falência, como se vê no último Relatório e Contas, esta toupeira continua a mendigar um lugar nas estruturas do futebol. Vá-se encher de moscas mais as petições!

JORGE MENDES INVESTIGADO PELA FIFA

O agente de Cristiano Ronaldo é administrador de uma agência de futebolistas, a Gestifute. Ao mesmo tempo, a Gestifute detém um fundo que investe em transferências futuras de vários jogadores. Neste fundo, estão incluídos pelo menos dois atletas do Sporting. A dúvida é se haverá conflito de interesse entre as duas actividades, avança a Bloomberg.

Claro que não! Então o clube do Barroso, e do Dias da Cunha da verdade desportiva, ia lá agora meter-se em trapalhadas. Nem eles nem a “instituição”. Quando o senhor Veiga era accionista de duas SAD’s (Benfica e Estoril) que faziam negócios entre si, havia alguma falcatrua? Não. Aquilo afinal só deu um dos 2 campeonatos que ganharam numa década: o do Allgarve, lembram-se? Foi tão lindo. Levaram a equipa e um dos árbitros preferidos lá para baixo (até lhe ofereceram umas chuteiras) para os algarvios poderem ver melhor o joguinho, a RTP chega lá em más condições…

E agora, este azeiteiro do futebol até é “investidor” naquela palhaçada do BES, o tal benfas Star Fund. Ele e o senhor Berardo que deve uns milhões largos à Banca. Coitado do homem. “Eu não pedi nada, eles é que me vieram oferecer”.

E não há ninguém que lhes amande com um encharcado pelas ventas abaixo?!?

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

SAINT PETRIFICADO

Graças aos bons ofícios de amigos portistas, conseguimos apresentar uma imagem inédita de Saint Petersburg. O homem, à semelhança de Luís Aguiar, pediu a suspensão do contrato de fiel assistente aos jogos por motivos pessoais, relacionados com necessidades fisiológicas da noiva.

Pelo menos até Domingo, estaremos atentos a novos desenvolvimentos.

PS - Não conhecem nenhum defesa-direito disponível?

A Lei de Ohm - Bragging Rights (Acabou o 5-0)

Até à 21º Jornada...
Bom dia amigos e anónimos Destinados a Vencer desde 1893. Bom dia a todos os anónimos eufóricos e histéricos também.
Pá... Hoje não vou escrever nada de jeito... Ainda não consegui digerir o jogo de sexta...

Acabou o 5-0...

Foi uma das grandes vitorias do ano passado, a vitoria mais saborosa depois da Liga Europa e do Campeonato e da Taça e da Super Taça... A vitoria que não deu taça nem titulo mas deu:

Os Bragging Rights (O Direito de Gabar traduzido mais ou menos à letra)

Após essa vitoria, durante um ano, pudemo-nos gabar e gozar com os nossos queridos inimigos. Qualquer assunto, qualquer discução de futebol entre um Vermelho e um Portista acabava por pender para o nosso lado mal se invocava o Cincazero...


Acabou... Já passou... Ficou para a Historia!
Pois bem amigos. Perdemos esse direito (Bragging Rights) pois perdemos em casa com os gajos... Não perdemos o jogo é certo, mas para mim e para nós penso que foi igual... E eles, os Vermelhos, ganharam os Bragging Rights. Pois para eles empatar com um grande Europeu é caso para festejar... E muito... (Ver Monster Unite (não resisti...) - Benfica e Porto - Benfica)

Até à jornada 21 os direitos estão do lado deles...

Estou de rastos... Vamos lá levantar a cabeça e ganhar amanha...


Até à próxima amigos e SIGA PA BINGO!!!

P.S. Sim foi uma arbitragem esquisita com 9/6 23/4 (Faltas/Amarelos). Sim o Cardozo era expulso. Sim o Emerson se calhar também. Sim o Artur é um cabrão. Mas não foi por ai que perdemos, ou empatamos... É igual... Para mim empatar com os gajos é perder... Estou doente...

terça-feira, 27 de setembro de 2011

TRADUTOR ON-LINE

Inventei um tradutor para os pasquins desportivos.

Assim, quando o RASCORD escreve, por exemplo: “Prejuízos descem quase 60 por cento”, a tradução dever ser: “a SAD do Benfica apresentou um resultado líquido negativo de 7,7 milhões de euros” ou “teve um prejuízo de 7,7 etc. etc.”

Quando escrevem: “SAD estuda reforçar fundo de jogadores”, deve traduzir-se por “a SAD vai hipotecar a um Fundo do BES mais 2 ou 3 jogadores para fazer face a compromissos”. (*)

Se Witsel diz: Estou a superar-me”, deve significar: “Não estou a jogar pêveda, por isso me colocaram a segundo trinco”

E assim, por aí fora.

Bjinhos

(*) Como é sabido quem manda nos Fundos de Jogadores são os gestores desse mesmo Fundo. No caso da “instituição” (que já tem lá, hipotecados, aí uns trinta jogadores) a decisão de compra é do Fundo, e a de venda também. No caso do clube do regime não concordar, só lhe resta um recurso: ir bater a outra porta.

O passado já era, viva o futuro (e o futuro é já hoje)

Caríssimos, antes de mais assunto deixem-me dizer que coloco a séria possibilidade de deixar de colaborar neste blog. Não é que escrevo há duas semanas e nessas duas semanas o FCP empatou? É preciso ter galo.
Falando do último empate, com aquela equipa cujos adeptos estão em euforia porque conseguiram sair do Dragão com um 2-2 – de certa forma compreendo-os; 2-2 é um resultado substancialmente melhor e mais agradável do que 0-5 –, fiquei com um amargo de boca tão grande como se tivesse comido peixe estragado. Por uma razão simples: porque é muito fácil explicar o resultado. Basta dizer que o FCP entregou a posse de bola ao Benfica depois do 2-1 como se tivesse à espera que eles marcassem e depois se via. Realmente viu-se, sim, viu-se que já não havia tempo, nem corpo, nem discernimento para conseguirmos chegar ao terceiro golo. Fizemos o contrário do que fizéramos contra o Shakthar Donetsk, quando conseguimos controlar o jogo com posse de bola depois da reviravolta do 2-1. Com o SLB as coisas correram ao contrário e, consequentemente, o resultado também. Ao menos que nos tenha servido de lição. De nada nos vale falar de erros de arbitragem, houve um, e grave, que foi a não expulsão do Cardozo (nada de surpreendente, surpresa será a vez que o paraguaio vir um vermelho), ou dizer que tivemos mais posse de bola, mais cantos, mais remates, mais seja o que for. Empatámos porque não fomos inteligentes a segurar a vantagem. Procurámos segurá-la e não ampliá-la. Lixamo-nos, em bom português.
E não, o FCP não foi porque Vítor Pereira errou ao retirar Guarín e colocar Belluschi que empatámos. Esta substituição era obrigatória dada a fraca condição física de Guarín, aliás bem visível à medida que a segunda parte ia avançado no tempo. Os mesmos que criticam a substituição de Guarín são os mesmos que criticariam a sua exibição se o colombiano tivesse ficado em campo os 90 minutos. Porque ele ainda não está a 100 por cento, longe disso, e continua a pagar a factura de uma pré-época que, é bom lembrar porque a memória é curta para alguns, incluiu uma ida para estágio da selecção da Colômbia dias depois de terminada a temporada do FC Porto, uma participação exigente na Copa América e um regresso desta competição já a pré-época do FCP estava em marcha. Pela mesma razão, diga-se, Álvaro Pereira ainda não é o mesmo que conhecemos de 2010/11. Aguenta um jogo inteiro, é verdade, mas a sua capacidade de explosão e domínio do lado esquerdo do relvado não é comparável àquilo a que já nos habituou.
No entanto, não se pense que o FC Porto é um caso perdido em termos físicos. São apenas as consequências do calendário. Como disse João Pinto, o nosso eterno capitão, no final do jogo com o Benfica, “se a partida tivesse sido daqui a dois meses, a exibição e o resultado teriam sido outros”. É bem capaz de ser verdade. Pena é que o futebol, como a vida, não viva de ses…
De qualquer forma, não é por termos empatado com o Benfica e com eles dividirmos a liderança do campeonato que devemos entrar em pânico. Estamos em Setembro e o campeonato apenas termina em Maio. Isto é uma maratona e uma prova de regularidade, não uma corrida de 100 metros ou uma competição a eliminar. Além disso, não são dois empates consecutivos que fazem a primavera. Estamos cansados de saber que, emocionalmente, o FCP é uma equipa muito mais estável que o Benfica ou o Sporting. Essa é uma das chaves do sucesso do clube, aliás. Porque não entramos em euforia com meia dúzia de bons resultados consecutivos e não entramos em depressão profunda se as coisas nos correrem pior um par de semanas. Espero não estar enganado e arrisco dizer que há 99,9 por cento de possibilidades de não estar.
O que lá vai lá vai e o que aí vem é o que mais interessa. Por isso, é tempo de olharmos para a Rússia, onde estaremos de corpo e alma . Mais de alma do que de corpo, que a crise é muita e dinheiro para comida é escasso quanto mais para acompanhar o FCP Europa fora. Em São Petersburgo ou em casa frente ao televisor, o importante é apoiarmos o clube. E que durante os 90 minutos nos concentremos em puxar pelo FC Porto em vez de nos lembrarmos das desgraças dos últimos dois jogos.
Perspectiva pessoal directamente de coração azul e branco: vamos ganhar por mais de 22 golos de diferença. Perspectiva realista: seria bom vencer nem que fosse por meio a zero. A tarefa não será fácil mas temos todas as condições para os vencermos. Para começar, temos o respeito dos russos. E isso é mais do que bom porque assim eles entram com um pedaço mais de medo de nos olhar nos olhos. Depois, e o balanço do conseguido com CSKA e Spartak o ano passado na Liga Europa comprovam-no, os ares da Rússia costumam-nos ser favoráveis. Finalmente, teremos o orgulho ferido. E o quando o FCP joga de orgulho ferido, quem paga é o desgraçado que nos encontra pela frente. Temos pena, Zenit…

PS1: Atenção ao Sporting. Graças a Domingos Paciência e a um avançado holandês com nome de vacina contra uma doença esquisita, este Sporting está longe de ser o manso Sporting que nas últimas duas épocas ficou a mais de 30 pontos do primeiro lugar. Já agora, e por falar em avançado com nome de vacina contra uma doença esquisita, olhar para o plantel do FC Porto e ver Walter como única alternativa a Kléber é demasiado confrangedor para quem quer passear classe no campeonato e fazer boa figura na Liga dos Campeões.

PS2: O Iturbe ainda é vivo?

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

O NOVO BERNABÉU

Este Domingo realizou-se a Assembleia-Geral do Real de Madrid onde, entre outros assuntos menores, se discutia a aprovação das contas do clube, bem como, o projecto de ampliação/cobertura do Estádio de Bernabéu.

Interessado como sou do futebol espanhol, andei toda a tarde, pela imprensa vizinha, à espreita de novidades e li no site da Marca mais de 3.000 comentários. De concreto, soube que as contas foram aprovadas, bem como, o projecto imobiliário que, ao contrário por exemplo do que se passa com o imbecil do nosso presidente de Câmara, terá o apoio da edilidade.

Para quem conhece o estádio, aquelas torres no topo vão ser compradas pelo Clube e adaptadas a zona comercial. Do outro lado será construído um jardim para zona de lazer. A parte mais representativa do projecto é a ampliação do último anel para albergar mais público, bem como uma nova cobertura que tapará toda a zona de público e parte do relvado. O valor total das obras está estimado em 200M€.

Como julgo que os meus amigos sabem, a entrada de novos associados está suspensa há bastante tempo por impossibilidade física dos sócios caberem todos no estádio (a lotação é de 80.000 pessoas). Existe uma imensa lista de espera onde só haverá entradas de novos sócios (e para lugares anuais) por falecimento ou desistência de actuais. Mesmo assim, a lista dá prioridade absoluta a familiares directos de sócios ainda em vigor ou falecidos (Pais ou Avós).

Qualquer semelhança com um galinheiro nosso conhecido é pura coincidência.

Abraço

domingo, 25 de setembro de 2011

Primeiro jogo e o melhor nas Antas

Primeiro jogo e o melhor nas Antas
Olá a todos!

Em primeiro lugar, gostava de agradecer o convite que me foi dirigido pelo João Carlos. É com todo o gosto que escrevo n' O Mundo Azul e Branco. É um prazer estar convosco.

Chamo-me Gustavo Rossi, sou de Santo Tirso e tenho 40 anos de idade. Sou sócio do FC Porto desde o dia 31 de Outubro de 1973, n.º 7029 e, enquanto a Troyka deixar, proprietário de DragonSeat. O meu pai, que é portista fervoroso, sócio há mais de 50 anos, não deixou por mãos alheias esta escolha e deu-me a grande alegria de me fazer portista. É que naquela altura, em cada 10 miúdos, 8 eram vermelhos e os outros 2 eram lagartos. De vez em quando lá aparecia um portista. Tive essa sorte:)))

Aprendi a nadar aos 4 anos nas piscinas do FC Porto e fui ver o meu primeiro jogo com 6 anos de idade. Jogamos contra o Belenenses, em Abril de 1978. Ganhamos 6-0 num dia solarengo de primavera, jogado à tarde como era o futebol ainda não controlado pelas televisões.

Entrar no Estádio das Antas foi incrível, era imenso, cheio de gente, eu, agarrado à mão do meu pai, a tentar perceber como é que ele sabia onde era o nosso lugar. Chegámos à nossa cadeira e vi pela primeira vez o relvado. Era enorme! Espectacular. Não dormi nessa noite e na escola não falava de outra coisa. Foi a grande aventura!

Desde então, muitos anos se passaram, com vitórias incríveis e algumas (muito poucas) desilusões. Jogos passados à chuva, equipados com oleado amarelo, no topo da arquibancada, ao frio e à chuva, ao lado dos nossos, estávamos 4 malucos aos gritos pelo Porto.

O jogo mais extraordinário foi o 5-0 do Dragão, mas essa estória ficará para outra oportunidade. O jogo mais incrível que vi nas Antas foi o jogo com a Lázio de Roma, para a UEFA de 2003. Recuperar a vantagem a uma equipa italiana era tarefa quase impossível, porque o cinismo italiano ainda dava frutos. Foi histórico! Começámos praticamente a perder, logo desde os primeiros minutos, mas a força psicológica da equipa foi inabalável, foi como se o golo não tivesse acontecido. Sempre em cima deles, nem respiraram. E rematado com aquele golo do Postiga, metido por um ângulo apertadíssimo e na passada. Fenomenal!
Embalámos aí para o biénio magico, sob a bitola de Mourinho.

Obrigado, pai!

Um abraço a todos e até para a semana.

Gustavo Rossi

Primeiro jogo e o melhor nas Antas

Olá a todos!

Em primeiro lugar, gostava de agradecer o convite que me foi dirigido pelo João Carlos. É com todo o gosto que escrevo n' O Mundo Azul e Branco. É um prazer estar convosco.

Chamo-me Gustavo Rossi, sou de Santo Tirso e tenho 40 anos de idade. Sou sócio do FC Porto desde o dia 31 de Outubro de 1973, n.º 7029 e, enquanto a Troyka deixar, proprietário de DragonSeat. O meu pai, que é portista fervoroso, sócio há mais de 50 anos, não deixou por mãos alheias esta escolha e deu-me a grande alegria de me fazer portista. É que naquela altura, em cada 10 miúdos, 8 eram vermelhos e os outros 2 eram lagartos. De vez em quando lá aparecia um portista. Tive essa sorte:)))

Aprendi a nadar aos 4 anos nas piscinas do FC Porto e fui ver o meu primeiro jogo com 6 anos de idade. Jogamos contra o Belenenses, em Abril de 1978. Ganhamos 6-0 num dia solarengo de primavera, jogado à tarde como era o futebol ainda não controlado pelas televisões.

Entrar no Estádio das Antas foi incrível, era imenso, cheio de gente, eu, agarrado à mão do meu pai, a tentar perceber como é que ele sabia onde era o nosso lugar. Chegámos à nossa cadeira e vi pela primeira vez o relvado. Era enorme! Espectacular. Não dormi nessa noite e na escola não falava de outra coisa. Foi a grande aventura!

Desde então, muitos anos se passaram, com vitórias incríveis e algumas (muito poucas) desilusões. Jogos passados à chuva, equipados com oleado amarelo, no topo da arquibancada, ao frio e à chuva, ao lado dos nossos, estávamos 4 malucos aos gritos pelo Porto.

O jogo mais extraordinário foi o 5-0 do Dragão, mas essa estória ficará para outra oportunidade. O jogo mais incrível que vi nas Antas foi o jogo com a Lázio de Roma, para a UEFA de 2003. Recuperar a vantagem a uma equipa italiana era tarefa quase impossível, porque o cinismo italiano ainda dava frutos. Foi histórico! Começámos praticamente a perder, logo desde os primeiros minutos, mas a força psicológica da equipa foi inabalável, foi como se o golo não tivesse acontecido. Sempre em cima deles, nem respiraram. E rematado com aquele golo do Postiga, metido por um ângulo apertadíssimo e na passada. Fenomenal!
Embalámos aí para o biénio magico, sob a bitola de Mourinho.

Obrigado, pai!

Um abraço a todos e até para a semana.

Gustavo Rossi

sábado, 24 de setembro de 2011

O Improvável Dragão - A análise ao jogo





Boas amigos Portistas,
Hoje o Artur Guedes não pode escrever o seu artigo por estar ausente, e coube-me a mim fazer a analise ao jogo.
Fizemos uma excelente 1ª parte, fomos muito superiores em todos os capitulos do jogo durante esse período e o resultado no fim dos 1ºs 45 min. não espelhava toda essa superioridade. Fizemos muita pressão e o adversário raramente conseguiu construir uma jogada e prova disso são os numeros de remates de uma e outra equipa.
Inicio da 2º parte e começa a sorte da equipa adversária, na 1ª vez que chega á nossa baliza com perigo marca e coloca ainda mais injustiça no marcador, o Porto não se deixando abater foi atrás do 2º que apareceu em seguida num excelente trabalho de equipa na marcação de um canto curto!!
O jogo a partir daqui ficou um pouco desinteressante até aos 70 minutos altura em que a nossa equipa começou a entrar num tipo de jogo que não é o nosso, em vez de priveligiar a posse de bola e o passe começou a tentar sair em lançamentos longos que faziam com que a equipa partisse e entregasse a bola muito rapidamente ao adversário. Esta não é a nossa maneira de jogar nem a forma que vejo o nosso treinador a querer que se jogue.
O clube adversário aproveitou e bem essa nossa parte menos conseguida do jogo para chegar a um empate que apesar de injusto, devido à nossa 1ª parte, era castigador para a forma como os nossos jogadores não conseguiram segurar a bola e conseguir fazer com que a vitória nos sorrisse.
Como é habitual ba blogosfera portista tenho visto muitas criticas mas acho que são de pessoas que de futebol não entendem muito. Como estavamos a ganhar 2-1 acho que o treinador fez as alterações necessárias e certas, tirar o Kleber pois ele pediu para sair, vi-o a fazer sinal para o banco, o Hulk já não descia para as compensações defensivas, então colocou o Rodriguez que ajuda a defender e o Varela na ala também fecha bem, assim poderiamos ser mais consistentes, se colocasse o Walter o Hulk teria que continuar na linha e ia ser bem pior pois ele já não defendia!! Estando no meio não se desgastava tanto e sabemos que em qualquer altura podia decidir. A saida do Guarin para a entrada do Bellushi foi uma substituição mais que vista a época passada e certa pois o que o treinador queria era ter a bola e Bellushi é um jogador que a sabe ter!! Podemos dizer que tudo foi feito correctamente e bem analisado por parte do nosso treinador, agora é facil vir criticar pois o adversário marcou o empate, isso aconteceu pois a equipa não consegui ser ela própria nos ultimos 20 minutos do jogo.
Gostava que os nossos adeptos soubessem ser um pouco mais coerentes, não podemos só porque algo nos corre mal achar que tudo está perdido, eu sei que quem lê os pasquins e vê a euforia dos adeptos adversários por ter conseguido um empate em nossa casa não fica satisfeito mas têm de entender que isso é normal, uma equipa pequena quando empata no Dragão é normal que os seus adeptos fiquem satisfeitos. Não tou lixado? Sim também estou, não gosto de empatar ou perder seja contra quem fôr, principalmente como estes dois empates que tivemos contra equipas que são claramente inferiores, mas não sou pessimista ou um Arauto da desgraça conforme demonstrou e bem o nosso amigo Custóias, eu sou Porto, e ser Porto é ser adepto de um clube que me dá mais alegrias que tristezas, é saber que esse clube tem gente nos seus comandos que saberá reverter os momentos menos positivos pelos quais possamos passar!! E mais uma vez digo quem vai ao Dragão para assobiar uma equipa que tantas vitórias nos dá e há mais de uma época que não perde para o campeonato, façam-me um favor fiquem em casa!!!
Os nossos adversários ainda compreendo que nos tentem destabilizar e que tenham critica fácil, como um senhor politico, que já foi vice do nosso adversário de ontem, o Ribeiro e Castro, com quem dei de caras ontem a subir a alameda com mais dois comparsas de clube, que iam todos satisfeitos com o empate e a comentar que o nosso treinador tinha sido um burro em tirar o Kléber, claro que eu não ia deixar passar aqueles anjinhos sem levarem uma bocas, interpelei-os logo e o diálogo foi este:

Três estarolas: ah e tal o Porto até jogou bem na 1ª parte mas o gajo é um burro pois tirou o Kléber.
Improvável Dragão: Burros são aqueles que estão num estádio a ver o jogo e não vêm o que está a acontecer, se tirassem as palas tinham visto que o Kleber pediu para sair.
Três estarolas: Ai pediu, não vimos.... desculpe
Improvável Dragão: Não viram não falam do que não sabem, pois assim passam por asnos!!
Três estarolas: é pá não é preciso.
Improvável Dragão: não é preciso? então o outro não era burro? Ponham-se mas é a andar...


Seguiram caladinhos e eu lá vim á minha vida!!

Eu estava no estádio e consegui ver o Kléber a pedir para sair mas como estes 3 estarolas parece que alguns portistas foram na onda da critica fácil em vez de analisarem sériamente um jogo em que fomos muito mais tempo superiores ao adversário mas um jogo em que no tempo que não o fomos, tivemos um castigo pesado pela eficácia deles.
Apesar de tudo queria dar os parabéns ás claques do FCP pelo espectaculo visual no inicio da partida e por estarem todo o jogo a puxar pela equipa!! Demos uma demonstração do que deve ser uma partida de futebol, o próprio treinador adversário disse que os nossos adeptos foram um exemplo a seguir. Esperemos para ver como seremos tratados quando formos á casa deles!! Eu estarei lá e depois contarei...
Abraços e até sexta-feira.

João Carlos

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O Improvável Dragão - Ajoelhem-se Infieis

Olá amigos portistas,
Pois é o ar está mais pesado, o cheiro é insuportável, eles já estão
cá na nossa cidade!!
Os infiés vêm hoje jogar ao Dragão, palco do campeão nacional, detentor da Taça de Portugal, Supertaça Portuguesa e Liga Europa, por tudo isto só me lembro de uma tarja colocada, pela nossa claque, aqui há uns anos atrás no estádio das Antas aquando da visita desses senhores.
Eles que por vezes tentam esquecer que somos o clube com mais titulos do futebol português, são 70 amigos, não são 68 ou 69 (68 para a Fifa, 69 para o Record), parece que o Record agora deixou de ser um jornal para ser um contador de titulos!! Eles podem fazer-se de esquecidos mas nós estaremos sempre cá para lembrá-los!! Nós, os Portistas que logo vamos encher o Dragão, os que ficam em casa a assistir na TV, os que ouvem pela Rádio o João Ricardo Pateiro (apesar de não ser portista é o relatador mais isento e profissional que conheço), todos vamos estar a torcer pelo nosso clube para ajudarmos os nossos jogadores a conseguirem vencer mais esta batalha contra os infiéis que tentam a todo o custo minar o nosso clube, esses infiéis que acompanhados por uma proteção da comunicação social portuguesa tenta fazer-se passar por um clube sério, honesto e transparente. (olhemos para a transferência do Coentrão, e mais recentemente para um artigo do Best of Futebol onde podemos ficar a conhecer um clube chamado Brasa futebol clube que aparece no relatório de contas desses senhores)
http://best-of-futebol.com/2011/09/benfica-negoceia-com-clube-fantasma/ (ver aqui)
O que eu não entendo é como um site que apesar de ser gerido por pessoas com uma grande capacidade, é apenas um site criado por pessoas que gostam de futebol, consegue achar isto estranho e investigar e a nossa comunicação social sempre tão atenta a tudo o que diz respeito ao nosso Clube não tenha sido capaz de investigar e dar a conhecer esse grande clube que é credor do benfica, o Brasa futebol clube!!
Gostava também de saber porque é que a RTPN mudou para RTP Informação alegando que o novo nome e a nova imagem estariam já a ser trabalhados pela empresa há alguns meses, com o objectivo de afastar definitivamente este canal temático da sua origem, mais ligada ao Norte do país.
http://aeiou.expresso.pt/rtpn-muda-identidade-para-rtp-informacao=f671885 (ver aqui)
Será que nós os do norte somos assim tão maus que uma televisão que tinha como eles já antes faziam questão de salientar um N de notícias seja obrigada a mudar de nome? Ou será que alguém não quer que o norte tenha realmente expressão e tente silenciar tudo o que possa ser ligado ao norte??? Porque é que logo no 1º dia com o novo nome e logo na semana que o Porto recebe os infiéis, na rúbrica do desporto as atracções foram o Nolito e o "Jasus"com entrevistas que mais pareciam um endeusamento!!??
Por isso cada vez mais o meu televisor passa grande parte do tempo no canal 13 o canal que ao contrário de outros nos enche de orgulho e com orgulho eu digo

Pois bem, uma coisa posso dizer, a nós Porto ninguem nos silenciará, pois nós contra tudo e contra todos, seja quem fôr o presidente da Liga, seja quem fôr o presidente da FPF, nós continuaremos a vencer, pois nós SOMOS PORTO, e este é o NOSSO DESTINO!!
Logo estaremos todos concentrados em lutar por mais uma vitória, não podemos pensar que irá ser um jogo fácil, não vai ser, mas teremos que estar unidos durante todo o jogo à nossa equipa, os nossos jogadores terão de sentir o rugido do Dragão a empurrá-los para cima dos infiés e os infiéis terão de sentir as pernas a tremer cada vez que toquem na bola, têm de sentir que o apoio ao nosso Clube é uma força que os arrasa, que lhes tira o raciocinio e que os fará sair vergados a mais uma derrota!! Não quero dizer com isto que tem de haver violência, NÃO, o que tem de haver são gargantas fortes, para desde o inicio ao fim todos juntos gritarmos bem alto:
POOOOOORTOOOOOOOO

Abraços e até para a semana!! (na liderança isolada do campeonato)
João Carlos


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

As raízes de uma paixão azul

Olá a todos!
Em primeiro lugar, quero agradecer o convite que me fizeram para colaborar e integrar esta família portista. Foi uma honra e é com todo o prazer que o faço.
Sendo este o meu primeiro artigo, queria falar-vos um pouco sobre as minhas raízes desta paixão que nos é comum a todos. Sermos PORTO!
Nasci portista, estava-me no sangue. Mas só comecei a gostar verdadeiramente de futebol no ano de 1987, esse ano glorioso, em que fizemos história e gravámos o nosso nome para sempre, na elite das maiores potências do futebol europeu.
Saí para festejar e senti-me inebriada pela magia de uma cidade vestida de azul, gritando cânticos de vitória. Foi aqui que me apaixonei. Porque mais do que um clube, nós somos o ex-libris desta cidade, erguendo bem alto o nome do nosso país por esse mundo fora!
No ano de 1988, entrei como sócia do clube e presto-lhe o meu amor e a minha fidelidade até aos dias de hoje. No “velhinho” Estádio das Antas, tive a honra de poder ver jogar alguns atletas que hoje fazem parte integrante da história do nosso clube, jogadores como Madjer, Futre, Geraldão, André, João Pinto, Rui Barros e tantos outros, marcaram a minha infância e fizeram com que esta paixão fosse crescendo cada vez mais.
A maior tristeza que trago na memória desses tempos, foi a partida do Rui Filipe, um jovem talento e uma promessa do futebol português, que nos deixou após aquele fatídico acidente. Lembro-me que passei o dia a chorar, mas também me recordo bem da forma como os seus colegas, chorando a sua morte, foram bravos naquele jogo em Aveiro, onde conseguiram vencer e dedicar-lhe, justamente, aquela vitória!
Ser PORTO é ter esta união, esta bravura, estas atitudes de verdadeiros heróis, é ser-se uma família. Quem chega de novo, logo incorpora a mística do clube, cria laços, respira ambição e sede de vitórias.
É um orgulho pertencer a esta família azul, ter o nome gravado nas paredes do mais belo estádio do Mundo. Exibir, com alguma vaidade, o azulejo de Júlio Resende que embeleza a estante do meu quarto. E será um orgulho incomensurável receber, daqui por dois anos, a roseta de prata, fruto de 25 anos de paixão por este clube!
Até lá, continuarei sentada na minha cadeira de sonho, apoiando idefectivelmente o nosso clube, rumo a mais um ano de brilhantes vitórias! Simplesmente, porque é este o nosso destino…
Para finalizar, e como amanhã temos AQUELE jogo que queremos sempre vencer, pedia a todos vós que preenchessem também a vossa cadeira de sonho e marcassem presença no nosso estádio, que acredito estará com um ambiente frenético para mais uma inesquecível vitória! E, quem sabe, saiamos todos no final, a cantar mais uma vez: “Ora dá cá um, e a seguir dá outro…ora dá mais um que só dois é pouco…”

Abraços portistas, Cláudia Botelho

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

30.000-12,500=17.500

"A la pregunta sobre por qué el Madrid se había gastado 30 millones de euros en Coentrao, el máximo dirigente aclaró que no es así. Y es que, el Benfica -club del que llegó el portugués- abonó 12,5 kilos por el central argentino Garay.”

In MARCA

Comentário: Os aldrabões da “instituição” um dia que sejam investigados, deve ser lindo, deve...

O AMIGO DA ONÇA

A Lei de Ohm - Os Arautos da Desgraça ou Os Profetas do Apocalipse

Os Profetas do Apocalipse
Bom dia amigos e anónimos Destinados a Vencer desde 1893 que, embora tristonhos esta semana, continuam bem dispostos e confiantes. Bom dia a todos os anónimos eufóricos e histéricos também.

Sim empatamos. Sim jogamos mal. Sim o James voltou a ser "miúdo" e foi bem expulso. Sim o Vítor teve más opções.

Mas...

Calma...

(Caro portista, se ao chegar ao fim, e se chegar ao fim, deste Post não concordar comigo ou se sentir ofendido de alguma maneira, reflita sobre o assunto e comente. Prometo que respondo a todos)

O que os Profetas do Apocalipse e os Arautos da Desgraça Profetizam e Anunciam (respetivamente:-) )

Desde a saída do Villas Boas que alguns Arautos da Desgraça, ou Profetas do Apocalipse como lhe queiram chamar, começaram a rondar a MINHA equipa... E, obviamente, logo vieram as previsões de que tudo de mau aconteceria ao Porto.

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse Futeboliano iriam cair sobre o Clube do Dragão, o MEU clube.

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse.
Eles são:

1º Cavaleiro, o Cavaleiro Branco da Conquista

O Cavaleiro Branco da Conquista é descrito como o Anti Cristo, aquele que nos vem conquistar com falsidade envergando uma coroa de Falso Rei, uma mascara para esconder a cara e um arco para atacar à distancia.

Este Cavaleiro foi solto mal saiu o Villas Boas e, segundo os Profetas do Apocalipse, é o Vítor Pereira. Segundo eles enverga a Coroa de Campeão que não é dele. Esconde-se atrás de uma mascara escondendo a sua identidade, ou seja, usa uma tática já implementada tentando dissimula-la com nuances mínimas. o Trabalho foi feito pelo outro. Como arco usa o apoio de Pinto da Costa que o considera como a escolha óbvia.
Para os Arautos da Desgraça Vítor Pereira é o Falso Profeta, o Anti Cristo que chegou depois do Messias Villas Boas para conquistar o coração dos adeptos com discursos falsos e copiados dos do Messias

E...

Voila...

1º Cavaleiro, O Conquistador Enganador
Domingo saiu à rua montado no seu cavalo Branco o Vítor Pereira. Esta tudo perdido, é o começo do Fim!

2º Cavaleiro, o Cavaleiro Vermelho da Guerra
 

O Cavaleiro Vermelho da Guerra é descrito como o cavaleiro que vem fazer, como o nome indica, a guerra. Trás consigo a espada da destruição.

Este é óbvio... Vermelho... Foi solto pelos Arautos aquando dos apoios dados ao Benfica em alguns jogos. Já está tudo feito. Alem de se ter reforçado, segundo os Profetas, mais e melhor que nós tem os seus diabos de Negro espalhados por todo lado. Conta com generais fortes na comunicação social e nós, Porto, não nos temos sabido defender.

2º Cavaleiro, A Guerra
Ele, O Cavaleiro da Guerra vem ai na sexta... E depois da saída do Cavaleiro Branco e do inicio do fim... Sexta, segundo os Arautos da Desgraça, estamos condenados a morrer na Guerra pela espada do Cavaleiro Vermelho...

3º Cavaleiro, o Cavaleiro Negro da Fome

O Cavaleiro Negro da Fome trás consigo uma balança desequilibrada e dizem simbolizar a fome, a penúria, a escassez de alimento...

Preciso dizer mais? Este cavaleiro esta personificado no Falcao... Ele foi o cavaleiro Negro da Fome que os profetas falaram. Quando saiu do Porto levou consigo os golos, o alimento do Futebol... Deixou-nos entregues ao fraco e novo Kleber e ao Gordo Walter.

Desde domingo, após ficarmos em branco depois de 43 jogos a marcar sempre no campeonato, que os Profetas não tem duvidas...

3º Cavaleiro, A Fome
O Cavaleiro Negro, a Fome, está sobre nós desde a saída de Falcao...

4º Cavaleiro, o Cavaleiro Verde da Morte

Descrito como um ser pútrido, fétido, montado numa égua verde amarelada vem munido com a característica Gadanha ou Foice. É a junção de todos os outros, o ultimo Cavaleiro. É o Fim. A Morte.

Sobre este os Profetas já escrevem à algum tempo. O Fim está próximo pois Pinto da Costa está velho. Toma más decisões, vende e não compra ninguém para compensar quem saiu (o 3º Cavaleiro, A Fome). Vê sair quem não quer sem contar e toma atitudes em cima do joelho sem critérios (o 1º Cavaleiro, A Conquista) e já não tem agilidade para se defender de ataques como antigamente, especialmente os vindos da segunda circular (o 2º Cavaleiro, A Guerra).
Juntando a isto o desgaste dado pelo Apito Dourado e pelas relações amorosas duvidosas constantes temos tudo reunido para podermos comprovar o inevitável...

4º Cavaleiro, A Morte
O Ultimo cavaleiro está ai, A Morte desportiva de PC esta a chegar...

Será? Será que tudo isto que esta a ser profetizado é verdade? Será que os Arautos da Desgraça anunciam mesmo a realidade?

Não... Eu acho que não... Alias... Eu SEI que não...



Profeta sou eu que sonhei com a final de Dublin e com a vitoria da reviravolta na Luz quando estava com febre...

Eu sou o Zandinga Moderno... (Clicar aqui para relembrar)

Falando diretamente para Arautos e Profetas:

Sendo eu o Zandinga Profetizo que ainda ides engolir essas tangas todas... Depois de Domingo a BlueGosfera foi inundada por desgraças. Profetas disseram que já tinham previsto isto que estávamos condenados à partida. Arautos berraram aos 7 ventos que este empate era o inicio do Fim.

Lembro que no ano passado tivemos jogos assim, mas tivemos sorte e o Varela (ou outro qualquer) não falhou como no Domingo...

Lembro que a tática que nos deu alegrias (Provavelmente o ano mais memorável de todos) já lá estava também antes da chegada do Messias e que este aplicou apenas algumas nuances como Vítor Pereira tem feito (e bem). Que mesmo o Messias se enganou algumas vezes.

Desmistificando os Cavaleiros um a um:

1º - Vítor Pereira não é um Anti Cristo. Não destruiu as rotinas de uma equipa já bem montada para implementar novas ideias radicais porque... Tinha ganho tudo ao lado de Villas Boas... Mudar o que está bem significa burrice para se tentar evidenciar. Ele não o fez e explicou o porque. Se funcionou, vou mudar? Não... Vou implementar algumas (poucas) ideias novas para tentar melhorar o que é ótimo. Melhorar sem radicalizar. Mostra inteligência. Nota-se já o seu dedo em algumas movimentações mas a base, a essência, já lá estava...

Ele não fugiu, ficou AQUI! Merece o apoio, nem que seja só por isso!!
É o Meu treinador. E devia ser o vosso.

2º - Vamos à guerra, vai ser difícil mas la estarei a apoiar. Repito, a APOIAR!!! Sexta falamos. Estou confiante. Nunca tivemos medo de guerras e não serão os Senhores da Guerra que nos vão criar medo nos corações... Nunca!! Nem eles estão tão fortes como a imprensa sulista quer fazer querer nem os árbitros são tão maus que nos façam cair.

São isto... Só...
Somos Porto carago... E até os comemos!

3º - Não há fome que não dê fartura... Deem espaço ao Puto Kleber e não desesperem por Walter. Saiu Lisandro, Jardel, Domingos, Gomes...
E veio sempre mais um qualquer colombiano (ou de qualquer outro lado) que nos fez voltar a saltar da cadeira e a berrar aquelas 4 letras lindas: GOLO
Ainda nos vai fazer berrar muito golo...
4º - Velhos são os trapos... Quem tem uma Fernanda não pode ser assim tão velho. Se não comprou avançado é porque os que havia eram caros para o que valiam e porque confiava nos que tinha. Quem mantém o Adjunto e o promove a Principal, não mudando radicalmente o estilo e não pondo um qualquer que não conhece os miúdos no leme é precipitado?? Ganhem Juízo...
É velho é...
Sim vai sair um dia, mas outro o seguirá, mantendo o estilo. Querem apostar?

Finalizando:

Como o João já falou aqui, o único mal somos "nós próprios". E quando digo nós não me incluo... "Nós" os que assobiamos uma equipa que esta a jogar "à Barcelona" com a bola em sua posse à 10 minutos só porque não houve um remate... "Nós" que assobiamos o Kleber mal ele falha um remate... "Nós" que assobiamos mal alguém falha um passe...

"Nós" que gostávamos da rotação de plantel mas agora já não, que gostávamos do castigo ao Walter por estar gordo e agora já não, que gostávamos do meio campo sem trincos e agora já não, que gostávamos do Kleber e agora já não...

Basicamente "Nós" que temos mudanças de humor repentino que assobiamos simplesmente porque pagamos bilhete. "Nós" ou "Vocês" Portistas que assobiam por tudo e por nada e vêem desgraças em todo lado são verdadeiramente o cancro da Equipa. Se concordo com tudo o que a direção faz tipo carneiro? Não... Mas quando vou ao estádio é para apoiar a MINHA equipa e fazer com que a outra trema dos joelhos... Se tiver algo a dizer vou ás A.G.'S...
Assim é que é bonito carago!!
A equipa precisa de apoio, não de incompreensão...

Precisamos de nos unir,de nos motivar, de OS motivar e Sexta Feira é para esmagar.
Isto é passado!
Os Cincazero já la foram, quero mais, quero ganhar, quero MUITO ganhar.

Como li algures:

"Os Lampiões têm de sentir as pernas tremer, terem medo que lhes passem a bola. Vamos criar um Inferno. VAMOS APOIAR A EQUIPA!!"

Somos Algo deste género

E para o Arautos e Profetas que tiveram paciência para ler até aqui, até ao fim, este Post... Nunca se esqueçam...

Somos o Dragão, ser mítico que não cai com apenas 4 cavaleiros... Mandem um exercito de Cavaleiros carago... Só 4 é aperitivo...

Só os Quatro?
Nascemos do Fogo para Vencer (Como podem ver na imagem do nosso Blogue), o Inferno é a nossa casa.

ATÉ OS COMEMOS CARAGO!!!

Todos diferentes, mas com o mesmo objetivo! Sexta Cospe Fogo!!

Sexta lá estarei... Vem também e cospe fogo 90 Minutos, e deixa lá o assobio, com os dedos na boca o Fogo não sai...

Canta antes uma destas:

"Quando Alguém se atrever a sufocar,

o grito audaz da tua ARDENTE voz...
Oh, Oh Porto então verás vibrar,
a MULTIDÃO NUM GRITO SÓ DE TODOS NÓS"

"É tão Nobre a Tua Historia a tua memória
Gritemos sem cessar p'ra te ajudar

Porto Porto Porto
És a nossa Gloria
dá-nos neste dia
mais uma alegria
mais uma VITORIA"



A Multidão num grito só, sem cessar p'ra te ajudar:

PORTO!


É "Só" isto que tenho para vos dizer. Desculpem se se sentiram ofendidos... Mas se sentiram... Pensem bem na atitude que têm no estádio ou fora dele, no que o clube já vos deu em alegrias e reflitam... Depois... Comentem.
Eu! Equipado para sexta ;-)
Esta é a MINHA Lei!! A Lei de Ohm!! Eu sou um Cruzado moderno... E eu digo...

ATÉ OS COMEMOS CARAGO!!!

Até à próxima amigos e SIGA PA BINGO!!!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Ser Portista

Antes de mais, obrigado aos administradores do blog pelo honroso convite que me fizeram para colaborar neste espaço. Todos os verdadeiros dragões serão sempre poucos para expressar a força do clube.
Quiseram as circunstâncias do calendário que o meu primeiro artigo neste espaço coincidisse com o empate do FC Porto ante o Feirense. Jogo que merecíamos ter ganho, deveríamos ter ganho e que nos devemos envergonhar de não ter ganho (sim, no FC Porto o objectivo é sempre a vitória, tudo o resto são vergonhas). De qualquer forma gostei da atitude da equipa, aumentei a consideração por Vítor Pereira e quis que o James Rodriguez apanhasse o primeiro avião para a Colômbia logo após a expulsão (lá está, isto de ser portista há 34 anos dá-me o direito de desprezar quem tem tanto de bom jogador como de estúpido o suficiente para cometer uma infantilidade que lhe vai custar a ausência no próximo jogo com o Benfica e, igual dose, para apoiá-lo neste momento complicado). Isto tudo pode parecer contraditório, reconheço. Mas o futebol não se explica e ser portista muito menos; sente-se de forma tão pessoal e intensa que transformar tudo em palavras é mais complicado do que construir um arranha-céus numa manhã.
Bem, tristezas à parte, importa dizer o que é ser FC Porto. Pelo menos o que é para mim ser do FCP, que pelos outros não falo. Ser portista, antes de mais, é a consequência lógica de ser portuense e tripeiro. Não consigo conceber como alguém do Porto consegue torcer por equipas de Lisboa, sendo que estão a pactuar com aqueles que mais têm prejudicado a minha (nossa) cidade e a região Norte desde há longas décadas. É contraditório, mas enfim…
Ser portista é ter orgulho no que é uma cultura de vitória, uma cultura que procura a excelência, uma cultura que vive com o foco em patamares onde só estão os melhores, uma cultura onde a palavra derrota não consta do dicionário e em que o encolher de ombros perante o insucesso não só não é admissível como é intolerável. Tivesse Portugal inteiro esta mentalidade e seríamos um país com patamares de desenvolvimento ao nível dos mais evoluídos, quase posso garantir.

Ser portista é poder afirmar que a minha cidade tem muito mais projecção graças a uma entidade (também podia escrever marca, mas resumir um clube de futebol a um simples negócio é estragar a beleza que lhe dá brilho enquanto instituição que serve o desporto) que faz mais por ela do que qualquer outra.
Ser portista é ter orgulho num clube que nunca desistiu do seu trilho, das suas raízes, do seu mote, do seu lema. E que sempre soube crescer sem abdicar das suas premissas. Mais ainda, que soube ultrapassar as fronteiras de uma região para se tornar num clube à escala mundial (eu sei que para muitos ainda custa engolir que o FC Porto não tem adeptos apenas no Norte, mas com o mal dos outros posso eu bem).
Ser portista é também não ser anti nada, mas 100 por cento FCP. Não precisamos de ser contra algo para afirmarmos a nossa identidade. Já nos tornamos tão enormes que são os outros que nos têm que olhar de baixo para cima e não o contrário. Se assim não nos olham, o problema é deles. Se preferem a inveja ao reconhecimento do mérito alheio, problemas deles também. Fiquem onde estão enquanto nós crescemos mais e mais. O que, bem vistas as coisas, não nos é mau de todo.
Ora, isto não quer dizer que a rivalidade não me faça mover enquanto dragão. Claro que faz, porque todas as rivalidades o fazem, seja qual for o clube, seja qual for a parte do mundo. Só os falsos puritanos ou os hipócritas, no fundo são a mesma coisa, são capazes de afirmar que as rivalidades prejudicam o futebol e o matam. Mentira absoluta. O que seria o Brasil sem um Fla-Flu ou um S. Paulo-Corinthians, a França seu um Marselha-PSG, Espanha sem um Barça-Real Madrid, Itália sem um Nápoles-AC Milan ou até a Ucrânia sem um Shakthar Dontesk-D. Kiev? Apenas amostras sem sal de campeonatos de futebol. E o futebol, acima de tudo, vive das emoções, sem elas seria desprovido de sentido.

A rivalidade explica-se de uma forma simples. No meu caso, a posição em relação ao Benfica é extremamente simples de explicar: quero que eles percam sempre, se possível por mais de setenta golos de diferença em relação ao adversário. E só não peço que desçam aos distritais porque assim se perderia o estímulo de ter um rival por perto, por muito que a sua qualidade piore ano após ano, , Além de que a rivalidade espicaça a qualidade. Ou será por competir contra o Gil Vicente ou o Rio Ave que o FC Porto vai ambicionar ser cada vez melhor? A verdade é que, já lá vão quase 40 anos, o FC Porto tomou o Benfica como referência, e quis tornar-se tão bom ou melhor do que ele. Não só o conseguiu como ultrapassou as melhores expectativas. Mais, ao invés do Benfica, o FC Porto cresceu na História, soube evoluir adaptando-se aos novos tempos e evitou que as taças guardadas no museu do clube fossem a única referência. Olhou em frente e tornou-se maior ainda. Outros houve que se julgaram grandes e pararam no tempo, estagnando e olhando com desconfiança e inveja o sucesso de quem os ultrapassou com mérito e inteligência. E também isso faz-me sentir orgulhoso de ser portista: o não precisar de sentir inveja de ninguém para continuar a seguir o meu caminho e continuar a encher o peito de vitórias e conquistas.
No entanto, se há algo que a rivalidade com o Benfica jamais me fará dizer é que vibro mais com uma derrota deles do que com uma vitória nossa. Não penso assim e quem assim pensar que me desculpe mas não é um verdadeiro dragão. Quero que eles percam sempre, sim, mas uma vitória do FCP frente a um Joane que seja sabe sempre melhor do que uma derrota do Benfica na final da Champions (algo que nunca vou ter oportunidade de assistir, é certo, porque eles para chegar aos oitavos de final é sempre um ai Jesus).
Para terminar, permitam-me que desabafe que pela primeira na vida concordei com Rui Santos (um dia explico por aqui a minha teoria em relação a esta figura tão típica do Portugal no seu pior). Foi quando recentemente afirmou que o FC Porto utiliza o campeonato nacional como treino para a Liga dos Campeões. Acertou em cheio. Porque, por cá, o trabalho fez-nos atingir um degrau tão alto que, mesmo com empates contra o Feirense pelo meio, o campeonato é-nos demasiado pequeno para as nossas ambições e a nossa grandeza.
Bom, agora que já me alonguei mais do que suficiente, vou ali e já venho. Volto para a semana se me deixarem.

Viva o Futebol Clube do Porto!

Pedro Emanuel Santos

sábado, 17 de setembro de 2011

Mulheres que amam futebol

Já lá vão os tempos em que o sítio perfeito para as mulheres era a cozinha. Hoje olhamos para os estádios de todo o país e verificamos o aumento da participação do sexo feminino, num mundo que até há pouco tempo era considerado pelos mais conservadores como sendo exclusivo do sexo masculino. As mulheres cansaram-se de ver os jogos na televisão, cansaram-se de não poder gritar golo em publico, cansaram-se de não poderem chorar pelo seu clube, enfim cansaram-se do estigma imposto por uma sociedade machista e preconceituosa que atribuía aos homens a exclusividade de perceberem e discutirem o futebol e a sua essência, para além da paixão clubista.
Nesta minha primeira crónica resolvi dar destaque a este tema, primeiro porque sou mulher e adoro futebol e depois porque eu própria sofri na pele, a imagem da “mulher de calças” que em princípio era apenas uma intrusa no meio dos homens, mas que depois reconheceram,”ela afinal até domina o assunto”. Ao ponto de o meu marido me pedir antes de sairmos de casa “para não falar tanto de futebol, porque parecia mal, uma mulher só deve falar de novelas”.
Nunca me resignei perante tais afirmações, fui sempre eu, a mulher que ama futebol.
Hoje com 33 anos, sou esposa, mãe e portista a tempo inteiro e foi a pensar em tantas outras mulheres como eu, que criei um grupo feminino com o nome Mulheres Sangue Azul, que tem por objectivo juntar as mulheres portistas e apoiar o clube ao vivo, pois já somos um núcleo feminino dos super dragões.
Hoje em dia este trajecto está mais facilitado, existe uma maior compreensão e mais respeito por todas as mulheres que amam o futebol. Hoje podemos dizer que está na moda, mas ainda não podemos dizer que será uma tendência permanente e definitiva, as modas são passageiras. Por isso para finalizar quero dirigir uma mensagem a todos vós. O amor pelo clube não escolhe género, classe social ou religião, nasce e cresce dentro de nós até ao fim dos nossos dias, cabe a cada uma de nós mulheres, senti-lo e mostrá-lo sem vergonha e com orgulho e cabe a cada um de vós homens respeitarem-nos e admirarem-nos pela força e garra que temos tido ao longo de tantos anos e chegadas a este dia podendo dizer sem complexos: Sou mulher e amo futebol.

Carla Rodrigues

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

O improvável Dragão - O mágico Porto, e os incendiários...

Olá amigos Portistas,
Depois de num espaço de uma semana termos feito 3 jogos e ter festejados 3 iguais vitórias não podiamos estar mais satisfeitos com a qualidade do futebol que a nossa equipa tem vindo a apresentar, devemos como diz Vitor Pereira à qualidade dos jogadores, mas também à dele, a cultura táctica que vejo os nossos jogadores a ter de jogo para jogo tem de ter muito trabalho e treino e sem dúvida que a equipa técnica tem que ter muita responsabilidade nessa forma de jogar! Por exemplo no jogo com o Shakhtar isso foi evidente, e muito me agradou, muita gente acha que nos minutos finais o Porto devia ter arriscado a chutar mais e a centrar mais, eu acho precisamnete o contrário, estavamos a ganhar 2-1 contra uma equipa que estava com 9 jogadores mas que ficou sempre com esses 9 atrás da linha da bola e que tem jogadores que num contra ataque podem desiquilibrar pela qualidade que têm, o Porto com o seu carrossel fazia a bola rodar e tentava arranjar o espaço para ela entrar, como os ucrânianos não desmontavam o Porto voltava para trás para recomeçar de novo, é assim que se deve fazer amigos, é por isso que admiro o futebol do Barcelona, enquanto a bola estiver em nosso poder o adversário não marca!! Ainda uma ou duas vezes os nossos jogadores chutaram de longe, o que fizeram com isso? Deram a bola ao adversário e assim corremos o risco de eles ao terem a bola nos pés conseguirem chegar a um golo. Os adeptos do FCP são impacientes eu sei, queremos sempre que a equipa marque mais golos, mas amigos nem sempre isso é possível e se estivermos a ganhar, esta é a forma de jogar mais correcta, claro que para isso a cultura táctica tem que ser muito forte e a qualidade dos passes muito alta, mas se o nosso Porto atingir esses patamares os golos vão aparecer, pois se tivermos sempre a bola em nosso poder isso vai enervar o adversário e em qualquer altura vai aparecer o espaço para a bola entrar numa desmarcação e ai chegarmos ao prémio que mais gostamos, o GOLO e a VITÓRIA!!
Por ver que o Vitor Pereira está a incutir esta cultura nos jogadores só posso ficar cada vez mais satisfeito e crente que as vitórias vão continuar a aparecer com a naturalidade a que estamos habituados!!

Tenho gostado da moldura humana nos jogos no Dragão mas ainda assim acho que deviamos ter mais adeptos a ver os jogos, uma equipa que tem ganho o que ganhamos, que ganhou o que ganhou na época passada, esta época devia ter o estádio sempre cheio a apoiar!! 35 a 40 mil pessoas por jogo é bom mas 45 a 50 mil era bem melhor, não podemos ter essas assistências só nos jogos com os adversários rivais, uma equipa como esta merece esse número em todos os jogos!! Eu faço a minha parte e a minha cadeira de sonho está sempre ocupada. As fotos demonstram como fica o Dragão ainda mais bonito.


Agora debruçando-me sobre um tema que tem marcado o panorama futebolistico recente, as eleições para a FPF, só gostava que me dissessem uma coisa, porque é que por exemplo conforme ouvi no Dia Seguinte, se pode insinuar que o Soares Franco não tem o apoio do benfica pois quer levar com ele para a federação gente do Porto e depois não se questiona essas pessoas se o candidato que elas apoiam o famoso Mãozinhas Seara vai levar gente de quem? Se os que são do benfica são mais isentos que os do Porto? Esta vergonha que se tem passado desde a aprovação da alteração dos estatutos e que vai continuar a acontecer com a eleição do próximo presidente devia ser banida!! Quanto a mim digo desde já que o presidente da FPF devia ser elegido de forma directa pelo governo sem interferência dos clubes, é um cargo publico que gere receitas publicas logo devia ser ocupado por alguém que o Governo escolhesse, claro está uma pessoa idónea e responsável e isenta. Depois também acho incrivél que quem mais defendeu a alteração dos estautos da FPF, coisa que eu também fui a favor, não promova o mesmo espirito dentro de portas fazendo exactamente o contrário!! Passo a explicar:
Uma das alterações que mais dores de cabeça deu foi o numero de votos que cada associação deve ter, como sabem antes as associações com maior numero de clubes inscritos tinham mais votos que as mais pequenas, tinha uma certa lógica mas numa democracia todos somos iguais e até concordo com a alteração, agora o que não compreendo é que os "comentadeiros" que mais defendiam esta alteração são os mesmos que nos seus clubes não pedem o mesmo, como sabemos nós os sócios do FCP somos todos iguais o meu voto de sócio há 7 anos é igual ao de um sócio com 50, mas nos clubes desses comentadeiros é exactamente o contrário, sócios mais com mais anos de sócio têm mais votos do que os com menos anos, fazendo com isso aquilo que aconteceu por exemplo nas ultimas eleições do Sporting, o candidato com maior numero de sócios a apoiá-lo não foi o vencedor pois o que venceu tinha o apoio dos sócios mais antigos e com isso venceu as eleições, acham democrático para os seus clubes esta forma de votação mas defendem exactamente o contrário nas votações da FPF, e porque será perguntam vocês?
Vou explicar usando a noticia que li esta semana, "o JN diz-nos que Pragal Colaço, esse energúmeno, troglodita e incendiário, que há tempos atrás apelou às armas contra o F.C.Porto e os portistas, é um dos delegados da Liga, às eleições da FPF, em representação do Atlético....?! Em quem é que acham vai votar, esse pirómano? Claro, em quem o Benfica lhe disser para votar. Mas isto é assim? É esta a transparência, que os sem vergonha defendem? Foi para isto que se alteraram os estatutos? Quando pensamos que já nada nos pode surpreender, eles sacam sempre de mais um coelho da cartóla e deixam-nos a falar sozinhos. Isto é o cúmulo da pouca vergonha. Por isso Fernando Seara criou um tabú e disse que primeiro tinha de saber quem eram os delegados. Está aqui a explicação. Se forem muitos Colaços, Seara será candidato e eleito, não tenhamos dúvidas"*. Pois é meus amigos por isto é que eles quiseram votos com o mesmo valor nas votações da FPF, para se andar a mexer por trás de forma a colocarem os seus paus mandados a votar por outros clubes e tentarem garantir as suas vontades. Esta é a verdade desportiva que estes senhores defendem, esta é a transparência que estes senhores querem para o futebol português, não tenham dúvidas disso pois eles estão com saudades dos tempos em que os campeonatos eram divididos irmamente, ora 3 para mim ora 2 para ti, ora 3 para ti e 2 para mim e nada para os gajos do Norte... Essa é a razão dos encontros para almoços em hóteis. Estamos a voltar ao tempo deste video que encontrei no You Tube. Eles até se uniam para nos derrotar.
http://www.youtube.com/watch?v=tBYKStPswM4&feature=share


Mas amigos nós somos preponderantes para que tal não aconteça, nós temos que mais uma vez cerrar fileiras e mantermo-nos unidos no apoio ao nosso clube pois nós continuaremos a vencer desde que não deixemos minarem a nossa confiança no nosso clube e em quem o dirige!! Nós SOMOS PORTO e vencer é O NOSSO DESTINO.

Abraços e até para a semana.
João Carlos



P.S: esta semana para que não hajam cabeçadas em árbitros no Colombo achei melhor não falar de arbitragens, até porque acho que esta semana não havia razões para isso!! A mim quando os meus amigos me dão prendas eu fico agradecido...

* in http://dragaodoente.blogspot.com/2011/09/pedro-ceguinho-e-o-cumulo-da-pouca.html











terça-feira, 13 de setembro de 2011

ESCÂNDALOS E ELEIÇÕES

“Dia de revelações escaldantes no futebol inglês. O canal televisivo Channel 4emitiu esta noiteum programa sobre o fenómeno do doping na Premier League, onde revelou que 43 jogadores foram apanhados nas malhas do doping desde 2003. Entre eles aparece o de uma grande estrela do futebol inglês, que protagonizou uma transferência milionária, sem que o clube comprador soubesse que o atleta tinha acusado positivo a cocaína num controlo antidoping” In Record.

Comentário - Foi pena não terem aparecido na Cesta do Pão em 2009. Por certo rebentavam com a escala. O Dr. Luís Horta alertou para o problema, e a palhaçada acabou. Vamos a ver esta época como estamos de “vitaminas”...

Nos programas desportivos de ontem, Dia Seguinte e Prolongamento os comentadores e apresentadores mostraram um total desconhecimento de como vai decorrer o processo eleitoral para a FPF. O candidato a candidato, “indeciso”, o popular mãozinhas, meteu as ditas cujas pelos pés e não foi capaz de assumir a derrota. Parece que ninguém quer nada com o homem. De incompetentes já estamos fartos. De paus mandados, também.

Abraço

sábado, 10 de setembro de 2011

Partanto...

Jorge Gadelhudo Jesus, mais conhecido como demente, logo após as duas primeiras jornadas teve uma declarações um tanto ou quanto vergonhosas, para alguem que se preze, portanto nada que tenha a ver com ele.

Segundo o mesmo, nos jogos od clube dele não se marcavam penalidades, como ele diz, e nos jogos do FC PORTO marcavam-se e que inventavam-se as penalidades para o nosso clube ganhar.

Vindo de quem vem, eu até já nem me admiro de quase nada, mas meus amigos, estamos a falar de apenas duas jornadas, pois se o campeonato já fosse muito avançado até compreendia pois esses dementes têm a memória curta e de mentir muitas vezes para que se torne verdade, a manada não aguenta muita coisa e há que inventar para se calarem.

Mas o que me intrigou mesmo, como eu dizia, foi o facto de apenas terem passado duas jornadas e quase toda a comunicação social, foi unanime na analise dos lances que envolveram os dois clubes, o da treta e o nosso FC PORTO, ora vejamos.

Aquele gadelhudo teve coragem de insinuar/afirmar que o nosso clube ganhou esses dois jogos com dois penaltis que não existiam, só se for para ele pois toda a comunicação social confirmou existirem, devia ter estado calado, depois esqueceu-se que o primeiro golo marcado neste campeonato foi marcado em fora de jogo pela equipa dele.

O gadelhudo esqueceu-se tambem que na segunda jornada quando o clube dele vencia apenas por 2-1, aos 83 minutos, aqui, eis que o javi cotoveladas resolve mais um lance à maneira dele e dentro da grande area, fez tudo o que quis e lhe apeteceu para tirar do adversario do lance empurrando-o para fora do campo, grande penalidade que ficou por marcar, o que poderia ter dado o 2-2 e o clubezito dele muito poucas hipoteses tinha de chegar novamente à vantagem.

Pois, "partanto", deixo aqui uma mensagem ao demente do gadelhudo, cala-te que só dizes asneiras, pois como eu disse tendes a memória curta ou ja te esqueceste do campeonato de à duas epocas? vai-te lavar...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O improvável Dragão - Obrigado Admnistração

Boa tarde amigos Portistas,
Depois de uma semana de férias, razão pela qual não publiquei o meu artigo da passada semana, cá estou de volta, e como sempre nos é habitual continuamos em 1º. Havia quem estivesse muito satisfeito por estar á frente do Porto pois segundo as suas palavras, é bom estar á frente do Porto!! Como eu os compreendo, é tão raro que nem que seja por o calendário do FCP ter estado atraso, para eles foi um momento que vão guardar com alegria, pois espero eu, tenha sido a 1ª e a ultima vez esta época!!
Depois do fecho do mercado... finalmente... estamos afinal quase como na época passada, perdemos o Falcao e o Ruben mas acho que substituimos bem esses jogadores, já sei que Kléber ainda não é Falcao mas com o tempo teremos razões para ficar cada vez mais contentes com este jogador!! Depois de o Record e ABola nos terem vendido mais de metade do plantel tenho que dizer Obrigado á administração pelo esforço e por ter conseguido manter grande parte dos jogadores que eram aliciados pelas libras e pelos euros dos grandes clubes em termos monetários, tenho a certeza que esses jogadores ficaram com vontade de continuar o Nosso Destino, pois eles sabem que Somos Porto, e isso é algo que não iam encontrar nos clubes para onde iam.
Aqui sabem que podem continuar a ser felizes, lutar por titulos ganhar e ganhar.
O que mais me custou neste periodo foi ter acompanhado a blogosfera Portista e ter lido coisas que sinceramente não podem ser escritas por pessoas que tenham acompanhado o crescimento e sucessos deste clube, como podiam pensar que a nossa administração ia pensar sequer em desfazer o plantel ao desbarato, quem como eu cresceu a ver esta organização não pode sequer por em causa a forma de gestão do nosso clube, nós chegamos até aqui mas queremos ir mais longe e sabemos muito bem que só lá chegaremos com este tipo de organização!! Por isso mais uma vez digo, Obrigado Administração!!
Espero hoje poder encontrar mais uma vez o Dragão com uma boa moldura humana, nós somos parte importante no caminho das vitórias e a nossa presença é fundamental para conseguirmos as vitórias desejadas!!
Hoje defrontaremos uma equipa complicada, uma equipa pela qual nutro bastante carinho, sou descendente de setubalenses, tenho familiares sócios do Vitória, só os conseguiremos vencer se formos disciplinados e competentes na nossa forma de jogar, não podemos pensar que iremos ganhar todos os jogos por 5 como com o Leiria, existem jogos que ganhar 1-0 será importante e se hoje for um desses dias espero ver o Dragão a apoiar de principio ao fim!! Destesto os assobios aos nossos jogadores, esses devem ser guardados para os adversários!! Por isso já sabem do minuto 0 ao minuto 90 quero ouvir só um grito:
POOOOOOOOOOORRRRRRRRRRRRTTTTTTTTTTTTTTOOOOOOOOOOOOOOOO.

Abraços e até para a semana,
João Carlos

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

LULAS COM ORELHAS

Lula da Silva, antigo presidente do Brasil, fez uma visita ao Estádio da Luz, onde almoçou com Luís Filipe Vieira, Eusébio e os cinco brasileiros do plantel do Benfica - Luisão, Artur Moraes, Jardel, Bruno César e Emerson.

O presidente do clube da Luz elogiou Lula... e o Benfica. "O Brasil e o Benfica de hoje nada têm a ver com os do ano 2000.

Pois não, disse Bruno de Carvalho o candidato escorraçado nas ultimas eleições pelos senhores que mandam no Benfica, na altura devia 100 milhões, agora deve 500.

E acrescento eu: não sei se o sôr Lula falou antes ou depois do almoço mas era aconselhável que lhe dessem a ler o ultimo RC anual da “instituição” especialmente as notas 38 e 39 que estão entre as páginas 208 a 217 relativas aos “compromissos assumidos”. É de rir e chorar por mais.

Está em http://www.slbenfica.pt/incslb/pdf/BenficaSADRelatorioContas2010.pdf